Oslo – Um gigantesco iceberg, cuja expectativa é de que seja um dos maiores já registrados, com uma área quase do tamanho de Brasília, está perto de se soltar da Antártica.

Antártida: iceberg “irá fundamentalmente mudar o cenário da Península Antártica”, dizem cientistas (NASA/John Sonntag/Divulgação)

Uma fissura, que se abriu lentamente na plataforma de gelo Larsen C na Península Antártica nos últimos anos, expandiu-se abruptamente no mês passado, crescendo em cerca de 18 quilômetros.

Ela agora tem mais de 80 quilômetros de comprimento, faltando apenas 20 quilômetros para o rompimento, disseram cientistas.

“A plataforma de gelo Larsen C na Antártica está perto de ceder uma área de mais de 5.000 quilômetros quadrados”, disseram em comunicado cientistas do Projeto Midas da Universidade de Swansea, no País de Gales.

O iceberg “irá fundamentalmente mudar o cenário da Península Antártica”, e pode anunciar um rompimento ainda maior da Larsen C, segundo o comunicado.

Plataformas de gelo são áreas onde o gelo flutua sobre o mar no fim das geleiras, com uma espessura de centenas de metros.

Cientistas temem que a perda dessas plataformas de gelo ao redor do continente gelado possa permitir que geleiras internas se mexam mais rápido em direção ao mar, à medida que as temperaturas aumentam por causa do aquecimento global, o que aumentaria os níveis do mar.

Diversas plataformas de gelo se romperam ao redor do norte da Antártica nos últimos anos, incluindo a Larsen B, que se desintegrou em 2012.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA