O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Santa Bárbara d’Oeste sediou uma palestra na semana passada de apresentação do Plano de Segurança da Água (PSA), e Santa Bárbara, juntamente com Ipeúna e Cordeirópolis, foi selecionada pela Câmara Técnica de Saúde Ambiental do Comitê das Bacias PCJ (Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), como cidade piloto na elaboração do Plano, que conta com os apoios da Unesp (Universidade Estadual Paulista), Funasa (Fundação Nacional de Saúde), ABES (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) e da USP (Universidade de São Paulo).O Plano de Segurança da Água foi instituído no Brasil em 2011 pelo Ministério da Saúde e atua como uma ferramenta de avaliação e gestão de riscos nos sistemas de abastecimento de água para o consumo humano. Sempre de forma preventiva, as ações envolvem desde o manancial até o consumidor, com etapas que compreendem a avaliação, o monitoramento operacional e planos de gestão.

O vice-prefeito e diretor-superintendente do DAE, Rafael Piovezan, destacou a importância do PSA para o município. “Mais uma vez, temos a oportunidade de construir um Plano Municipal, contando com a experiência e conhecimento do servidores da autarquia. Já havíamos feito algo do tipo quando revisamos o Plano Municipal de Saneamento, e agora faremos o nosso Plano de Segurança da Água. Em especial, no PSA, teremos ilustres autoridades vinculadas a Universidades, que nos ajudarão nesse desafio, como é o caso da querida Profa. Dra. Dejanira Franceschi Angelis. Me refiro a esse projeto como um desafio, pois Santa Bárbara será a pioneira na elaboração do Plano e nos sentimos honrados com essa condição. A segurança em todas as nossas atividades de abastecimento público é condição primordial para que ofereçamos serviços de qualidade e com o respeito devido a população barbarense”, comentou Piovezan.

A engenheira Roseane Lopes Garcia de Souza, da ABES, iniciou a palestra apresentando o Plano e as próximas etapas que as três cidades devem cumprir para garantir a qualidade da água. “A próxima etapa é cada município, cada sistema de água, que elegeu um grupo técnico, trabalhar na elaboração do PSA em conjunto com esses profissionais dos órgãos apoiadores. É importante que essa equipe tenha profissionais de todas as etapas do sistema: captação, tratamento, adução, distribuição, reservação e controle sanitário”, disse.

Durante a palestra, a coordenadora da Câmara Técnica de Saúde Ambiental do Comitê PCJ, Adriana Corrêa, explicou o motivo da escolha das três cidades pilotos. “nós selecionamos os três municípios que deram a devida importância ao assunto e se dispuseram a trabalhar o PSA, e aí temos um modelo ótimo: uma cidade de pequeno porte, no caso Ipeúna, de médio porte, Cordeirópolis, e de grande porte, que é Santa Bárbara.” A escolha das cidades aconteceu durante o período de capacitação dos municípios inseridos na Bacia PCJ, realizada em setembro do ano passado, no Centro de Estudos Ambientais da Unesp, em Rio Claro.

A professora Dejanira Franceschi de Angelis, do Departamento de Bioquímica e Microbiologia da UNESP Rio Claro, que também palestrou, colocou a importância do Plano de Segurança da Água para a saúde pública. “O Plano de Segurança da Água funciona como uma vacina que se toma para prevenir contaminações. A água é o elemento social para todo indivíduo na terra, por isso, é de extrema importância que todos os municípios tenham essa conscientização”, disse.

Além dos órgãos que apoiam o desenvolvimento do Plano nas Bacias PCJ, Santa Bárbara d’Oeste conta com o apoio do DAE, da Defesa Civil e da Vigilância Sanitária do município, além da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.Ao final da palestra, e com orientações de técnicos do DAE, os representantes desses órgãos que estavam presentes visitaram as dependências internas e externas da autarquia, como o setor de Telemetria, as Estações de Tratamento de Água (ETAs II e IV), a Represinha – captação de água bruta -, as represas Areia Branca, São Luiz e de Cillo e os poços artesianos que abastecem os bairros rurais Santo Antonio Sapezeiro e Recanto das Andorinhas.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA