“O Caso do Bolinho”, “O Grande Rabanete” e “Tatu na Casca” são alguns destaques da obra de Tatiana Belinky, uma das importantes escritoras da literatura infantojuvenil brasileira. Para ampliar os conhecimentos literários e culturais sobre a vida e obra da autora, as bibliotecas Pedagógica e Prof. João de Sousa Ferraz promovem de 18 a 29, várias atividades voltadas a alunos da rede municipal de educação.Uma exposição de trabalhos escolares poderá ser conferida de 18 a 22, nas bibliotecas, e de 23 a 29, no Pátio Limeira Shopping, que apoia a iniciativa. No dia 20, haverá um evento especial no Teatro Nair Bello, com apresentações artísticas de alunos das escolas Irene Gomes Bortolan, Profª Egle Maria Ciarrochi, Maria Ap. Machado Julianelli, Prada e Limeira. As atividades começam às 8h30 e seguem até 16h.

A bibliotecária Taciana Lefcadito Alvares ressalta que além de mobilizar as escolas com projetos de leitura, a iniciativa pretende incentivar o gosto pela leitura. “Nosso objetivo é trabalhar diferentes autores com os alunos, promovendo a formação do público leitor. No mês passado, realizamos a Semana Vinícius de Moraes, agora, será a vez de Tatiana Belinky”, frisou.

Biografia:

Tatiana Belinky Gouveia nasceu em São Petersburgo, na Rússia, em 1919. Chega ao Brasil em setembro de 1929, passando a morar em São Paulo, onde estudou no colégio Presbiteriano Mackenzie. Em 1940, casa-se com o médico psiquiatra Júlio Gouveia. Foi a responsável pela primeira adaptação para a televisão de “O Sítio do Pica-pau Amarelo”, de Monteiro Lobato, com cerca de 350 episódios, exibidos pela TV Tupi entre 1968 e 1969. No período de 1972 a 1979, escreveu sobre teatro e literatura infantil para vários jornais de São Paulo, entre eles, Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo e Jornal da Tarde. Em 1984, publicou “Teatro da Juventude”, com a reunião de suas adaptações para o teatro, e em 1985, editou suas primeiras obras autorais “A Operação Tio Onofre” e “Medroso! Medroso!”.

A escritora é autora de mais de 250 títulos de literatura infantojuvenil, além disso, traduziu grandes autores russos, como Anton Tchekhov, e fez a adaptação de clássicos da literatura, entre eles, “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll. Tatiana Belinky faleceu em São Paulo, no dia 15 de junho de 2013. Fonte: Enciclopédia Itaú Cultural.