Um levantamento da Vigilância Epidemiológica de Nova Odessa apontou que cerca de 25% dos pacientes que fizeram agendamentos para se imunizar contra a febre amarela não compareceram para tomar a vacina. “Nova Odessa não está na área de risco da febre amarela e, seguindo orientação da Diretoria Regional de Saúde, estamos imunizando apenas pacientes que vão viajar para cidades em que há casos da doença. Mesmo assim, tivemos uma grande procura pela vacina, o que nos levou a realizar os agendamentos”, explicou o secretário interino de Saúde, André Faganello.

Ele explicou que como o Município recebe um número limitado de doses do Ministério da Saúde, o agendamento foi a maneira encontrada para evitar tumultos nos postos de saúde. “O que identificamos, no entanto, é que muitos pacientes que agendam acabam não comparecendo. Eles estão tirando o lugar de outras pessoas, que também buscam a vacina e estão aguardando para ser atendidos”, continuou.

Responsável pela Vigilância Epidemiológica, Paula Mestriner afirmou que semanalmente é registrada uma média de 20 ausências. “Fazemos as vacinas sempre às terças e quartas. Temos uma média de dez faltas por dia”, disse, ressaltando, porém, que já chegou a ser registrado, em um único dia, 25 ausências.

Segundo ela, em fevereiro, por exemplo, está programada a aplicação de 80 doses por semana. “Se considerarmos 20 faltas, é 25% dos agendamentos”, afirmou. A orientação é para que os pacientes informem com antecedência caso não possam comparecer no dia agendado.

“Imprevistos acontecem, mas pedimos ao paciente que ligue comunicando que não vai comparecer”, orientou Paula.

IMUNIZAÇÃO – Desde abril do ano passado, a imunização contra febre amarela em Nova Odessa é feita apenas com agendamento prévio, que é feito exclusivamente pelo telefone 3476-5180. A vacina é aplicada apenas em munícipes que viajarão para áreas consideradas de risco.

O agendamento é feito às segundas e terças-feira, das 8h às 11h e das 13h às 15h. O paciente deverá estar munido do Cartão do Ambulatório ou documento na hora do agendamento.

As doses são aplicadas na às terças-feiras pela manhã na UBS (Unidade Básica de Saúde) 5, no Jardim Alvorada, e às quartas-feiras à tarde na UBS 1, no Centro. Além de documento pessoal e a carteirinha de vacinação, o paciente deve apresentar comprovante de endereço no momento da imunização.

A vacina pode ser aplicada em pacientes de nove meses a 59 anos. No entanto, pessoas com imunidade comprometida como pacientes em quimioterapia ou rádio, gestantes e mulheres amamentando, portadores de HIV/AIDS, em uso de corticoides ou alguma outra doença imunossupressora não podem tomar a vacina.