Durante a Festa do Peão de Hortolândia 2018, a Cooperativa de Reciclagem Águia de Ouro coletou 6,3 toneladas de materiais recicláveis, 4,35 toneladas somente na segunda etapa do evento. O balanço da ação foi divulgado nesta semana pela entidade, parceira da Prefeitura no projeto de coleta seletiva em curso no município. Os cooperados atuaram no recinto durante as sete noites de shows, entre os dias 18 a 20 e 24 a 27 de maio.

Esta foi a primeira vez que a Cooperativa atuou, em regime de exclusividade, durante o rodeio, evento que está no calendário de aniversário da cidade, comemorado em maio. Neste ano, Hortolândia celebrou 27 anos de emancipação da vizinha Sumaré. A parceria entre os organizadores da Festa do Peão e os recicladores só foi possível graças a um pedido da Prefeitura de Hortolândia, que apoiou o evento.

Para facilitar o trabalho dos cooperados e contribuir para a correta destinação de resíduos em Hortolândia, a Prefeitura implantou no recinto, próximo à arena, dois LEVs (Locais de Entrega Voluntária de Recicláveis), equipamentos específicos de coleta seletiva. As caixas coletoras foram disponibilizadas no segundo final de semana da festa pela Horto Ambiental, a pedido da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Assim como na primeira semana, na segunda etapa de coleta seletiva no local, foram recolhidas latinhas, caixas de leite, garrafas PET (verdes e brancas), papelão, plásticos (branco e colorido), copinhos plásticos, vidros e tampinhas (plásticas e metálicas). De acordo com a coordenadora da Cooperativa, Áurea Bueno, a atuação da equipe em grandes eventos foi muito produtiva. “Foi muito bom. Atuamos com 12 cooperados e foi muito produtivo. É a primeira vez que a Cooperativa atua num grande evento assim, sozinha. Valeu a pena. Agradecemos pela oportunidade, tanto à Prefeitura quanto às demais pessoas que nos deram esta chance”, afirma. Embora ainda não tenha um valor em reais, correspondente a todo o material coletado, Áurea adianta que somente com a coleta de latinhas de alumínio foi possível arrecadar R$ 5.840.

Coleta seletiva em ação

A Cooperativa Águia de Ouro é parceira do projeto de coleta seletiva, implantado na cidade pela Administração Municipal, e atua não apenas em grandes eventos, mas também no dia a dia da coleta de materiais recicláveis realizada na cidade, seja de maneira voluntária, seja porta a porta. Todo o material coletado no rodeio foi triado pelas cooperadas para que houvesse a separação entre recicláveis e rejeitos (os itens não-recicláveis).

De acordo com Áurea, os cooperados, entre homens e mulheres, revezaram-se durante a festa para realizar a coleta de recicláveis, como latinhas, papel, papelão e garrafas plásticas do tipo PET, tanto nos recintos quanto nos dois camarotes, durante a realização dos shows. A equipe também fez a triagem dos resíduos descartados em lixeiras, com o apoio do caminhão gaiola para armazenamento e retirada dos materiais.

Eliane Nascimento, secretária-adjunta de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, esclarece que, ao dar suporte à Cooperativa, a Prefeitura busca atender às normas da PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos). “É uma oportunidade que a Prefeitura oferece à Cooperativa, para seu fortalecimento. Queremos também auxiliar os catadores avulsos, desde que atuem de forma organizada. A proposta é que a Administração faça um levantamento do número dos que atuam de modo avulso”, esclarece.

Fundada em 2001, atualmente a Cooperativa Águia de Ouro reúne 33 cooperados. São pessoas entre 18 e 67 anos de idade, em situação de vulnerabilidade social. Com o que o grupo arrecada com a coleta, triagem e venda de recicláveis, cada cooperado ganha entre R$ 954 e R$ 1.200, por mês. O aumento na entrada de materiais representa maior possibilidade de renda para os associados.

Agenda Verde

A coleta seletiva (porta a porta ou voluntária) é uma ação da Prefeitura, vinculada ao Programa Agenda Verde, criado para envolver a população na tarefa de fazer o descarte correto de lixo e manter a cidade limpa. Além das palestras de conscientização ambiental e do plantio de árvores, a Agenda Verde recolheu desde sua implantação, em março do ano passado, aproximadamente 12 mil toneladas de lixo e entulho descartados irregularmente pelas ruas de Hortolândia.

Para a coleta seletiva voluntária a Prefeitura disponibiliza nos bairros dois tipos de equipamentos: os PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de Entulhos e outros recicláveis) e os LEVs. Existem ao todo 19 equipamentos já implantados, de modo permanente – sete PEVs e 12 LEVs.