Poderia ser mais um entre tantos arranha-céus de Tóquio, no Japão. Mas uma empresa quer comemorar seu 350º aniversário e, por esta razão, projeta construir o maior prédio de madeira do mundo. A empresa japonesa Sumitomo Forestry, que atua no segmento florestal, planejou a construção de uma torre de 70 andares, de 350 metros, para ser lançada em 2041, ano que faz 350 anos. Um prédio totalmente feito de madeira.

PROJETO DA SUMITOMO FORESTRY QUER CONSTRUIR O MAIOR PRÉDIO DE MADEIRA DO MUNDO (FOTO: DIVULGAÇÃO SUMITOMO FORESTRY)

A Sumitomo Forestry defendeu que o novo projeto – chamado de W350 – será um exemplo de “desenvolvimento urbano simpática aos seres humanos”, 90% arquitetado com madeira. Apenas 10% de aço será utilizado na estrutura para obter maior segurança e suporte – considerando a alta atividade sísmica do Japão.

A parte externa será toda coberta de vegetação. O escritório japonês de arquitetura, Nikken Sekkei, irá contribuir com o design. Os desenhos divulgados mostram espaços internos com apartamentos residenciais, escritórios e lojas – amplamente iluminados com luz natural. A torre também abrigará hotéis.

Há espaço – e incentivo para este tipo de projeto no Japão. Nos últimos anos, o governo tem divulgado as vantagens de prédios de madeira e, em 2010, aprovou uma lei exigindo que todos os prédios públicos com três andares ou mais utilizassem o material. As florestas do Japão cobrem aproximadamente dois terços (68,5%) da área terrestre do país.

INTERIOR DO PRÉDIO DE MADEIRA QUE A SUMITOMO FORESTRY QUER CONSTRUIR EM TÓQUIO (FOTO: DIVULGAÇÃO SUMITOMO FORESTRY)

O desafio, além de explorar formas sustentáveis, é que construir prédios de madeira custa caro. O custo total de construção deste projeto da Sumitomo será de R$ 18 bilhões – segundo o The Guardian, cerca do dobro do que custaria um prédio “convencional” de alta arquitetura. No comunicado de divulgação, porém, a Sumitomo afirmou que os custos devem ser reduzidos por conta dos avanços tecnológicos que estão surgindo ou surgirão até 2041, ano de entrega do prédio.

Atualmente, uma residência de estudantes de 53 metros na University of British Columbia, em Vancouver (Canadá) concluída no final do ano passado, é o mais alto prédio de madeira no mundo. É improvável, porém, que o título seja mantido por muito tempo.