Está lançada oficialmente a 35ª edição da Festa das Nações de Piracicaba. A cerimônia, que aconteceu nesta terça-feira (03), com o Teatro Erotides de Campos, no Engenho Central, lotado, foi marcada pela apresentação da identidade visual da festa, dos patrocinadores e das rainhas que representam as 21 instituições sociais que serão beneficiadas com sua renda neste ano. O evento teve a participação do prefeito Barjas Negri, da presidente do Fussp (Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba), Sandra Bonsi Negri, do vice-prefeito e secretário de Governo e Desenvolvimento Social, José Antonio de Godoy, e demais autoridades, patrocinadores e membros das instituições, além da imprensa.

Coreografia com as Rainhas da 35ª edição da Festa das Nações de Piracicaba

A Festa das Nações, que acontece de 16 a 20 de maio, no Engenho Central, é realizada pela Fenapi (Associação Cultural Festa das Nações de Piracicaba), e pela Casa do Bom Menino, com recursos da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, e promovida pela Prefeitura de Piracicaba, por meio do Fussp, com organização da Secretaria Municipal de Governo e Desenvolvimento Econômico.

Ao público foi apresentado um breve histórico da Festa, que teve início em 1983, no Lar Franciscano. Na sequência, o cartaz, desenvolvido pelos publicitários do Centro de Comunicação Social da Prefeitura, Fábio Grecchi, Cristiane Lopes Fernandes e Ana Teresa Inforçato Poppi. A participação dos atiradores do Tiro de Guerra conferiu movimento ao evento, que ganhou a beleza e o brilho das rainhas das instituições com os trajes típicos de cada nação. Na cerimônia elas foram coroadas pelo prefeito Barjas Negri e pela presidente do Fussp, Sandra Negri.

Marco Guidotti, da Fenapi, o prefeito Barjas Negri e a presidente do Fussp, Sandra Bonsi Negri

Em seu discurso, Barjas disse que a Festa das Nações é uma realidade graças à energia dos voluntários que a realizam. “Há uma quantidade enorme de pessoas voluntárias, que motivam as pessoas a participarem da organização para oferecer ao público cinco dias de gastronomia, de festa e de alegria, que resultam na oportunidade, para as instituições, de arrecadar uma boa parcela de seu custeio anual. Nós, enquanto homens públicos, voluntários e patrocinadores, precisamos, cada vez mais, divulgar a festa e fazer com que, com chuva ou sem chuva, as pesssoas saiam de casa e participem. Em 35 anos de festa, eu, Sandra e Godoy participamos de 10 delas. Apanhamos e aprendemos muito e aperfeiçoamos o trabalho para apresentar, a cada ano, a melhor festa. Podem ter certeza que a 35ª será a melhor de todas”, concluiu.

Sandra Negri, presidente do Fussp, agradeceu a todos os envolvidos na organização do evento e anunciou uma novidade: “Neste ano teremos, em dois dias, uma oficina de música, comandada pelo maestro Jonson Oliveira, que envolverá aproximadamente 1.000 crianças das escolas municipais, no Engenho Central, como contrapartida da Lei Rouanet”, comemorou. “Agradeço a todos e espero que vocês e muito mais pessoas prestigiem a Festa das Nações”, convidou.

Barjas Negri coroa a Rainha que representa o Centro de Reabilitação Piracicaba (Holanda), Thais de Toledo Piza Silva

Marco Antônio Guidotti, presidente da Fenapi, falou pelas instituições. “Para a maioria das instituições a festa representa a grande fonte de receita que complementa os convênios para custear todos os projetos. Este ano, a Festa das Nações começa a ser gerida por uma diretoria eleita pelas instituições de nossa cidade. A ideia é que elas tenham autonomia e maturidade para organizar a festa. Mas devo confessar que, se não fosse o esforço e apoio da Prefeitura nesses anos todos, nada disso seria realidade”, disse.

INSTITUIÇÕES – Este ano, as instituições beneficiadas serão a AUMA (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Piracicaba), Lions Clube de Piracicaba – Independência, Apaspi (Associação de Pais e Amigos de Surdos de Piracicaba), Grupo Escoteiro São Mario, Associação Síndrome de Down/Espaço Pipa, Escola de Mães Professora Branca Motta de Toledo Sachs, CRAMI (Centro Regional de Registros e Atenção aos Maus Tratos na Infância), Creche Marshlea Dawsey, Associação Atlética Educando pelo Esporte, Centro de Reabilitação Piracicaba, Sociedade de Apoio à Vida Dr. Nelson Meirelles, Sociedade Amigos de Vila Rezende, União Espírita de Piracicaba, Centro Social de Assistência e Cultura São José (Cesac), Fundação Jaime Pereira (Funjape), Pastoral da Criança, Serviço de Apoio ao Adolescente com Medida Sócio Educativa (Seame) e Instituto Formar de Aprendizagem Profissional.

Elas representam 14 nações: Brasil – Brasil Nordeste, Brasil Norte, Brasil Sul e Piracicaba –, Alemanha, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália, Índia, Nova Zelândia, México, Nações Árabes, Nações Africanas, Portugal e Reino Unido), que comandam 17 restaurantes e 2 quiosques (Brasil Nordeste e Café das Nações), que oferecem pratos e bebidas típicos de suas respectivas nações. O estacionamento será administrado pela Casa do Bom Menino e a bilheteria pela Pasca (Pastoral do Serviço de Caridade).

A 35ª Festa das Nações tem o patrocínio Ouro da Hyundai Motors Brasil; patrocínio Prata da Brahma Extra e Caterpillar Brasil, e Bronze da Ambiental Piracicaba, Arcelor Mittal, CJ do Brasil, Gás Express, Sicredi e OJI Papeis Especiais. O apoio é da Águas do Mirante, Caixa, Coplacana, Elring Klinger, Raízen, Unimed.