A empresa americana SpaceX decidiu adiar até a próxima quarta-feira (18) o lançamento do satélite TESS da Nasa, previsto para esta segunda-feira, que analisará durante os próximos dois anos cerca de 20.000 exoplanetas.

MISSÃO TESS PRETENDE BUSCAR EXOPLANETAS QUE ORBITEM ESTRELAS (FOTO: DIVULGAÇÃO / NASA)

“Nós nos retiramos hoje para realizar análise adicional de orientação, navegação e sistemas de controle, e as equipes estão trabalhando para o lançamento do TESS na quarta-feira, 18 de abril”, afirmou a SpaceX em comunicado.

O lançamento do foguete Falcon 9, no qual viajará o satélite, estava programado para 18h32 (horário local, 19h32 de Brasília) de hoje da base de Cabo Cañaveral, na Flórida, segundo a agenda da Nasa. A agência espacial americana, por sua parte, quis deixar claro que o satélite se encontra “em excelente estado” e que permanece “pronto” para seu lançamento em dois dias.

O satélite, que foi desenvolvido em colaboração com o Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT) e que está avaliado em US$ 337 milhões, observará 85% do céu para encontrar planetas fora do nosso sistema solar e, mais adiante, determinar se há condições necessárias para que abriguem vida.

O TESS, que buscará exoplanetas orbitando estrelas situadas a menos de 300 anos luz da Terra, se baseará nos dados já recompilados pelo telescópio espacial Kepler, que esteve em órbita durante nove anos e confirmou a existência de mais de 2.600 exoplanetas.