CidadesDestaqueNotícias

Evento da Gama sobre odorologia reúne corporações de diversas cidades

O seminário tem continuidade nesta sexta-feira (23), de manhã com a parte teórica, e à tarde com demonstrações práticas.

A Guarda Municipal de Americana recebeu, nesta quinta-feira (22), corporações de várias cidades que vieram participar do seminário “Odorologia Forense” no Centro de Cultura e Lazer (CCL). Idealizado pelos patrulheiros da Romu Canil, as explanações estão sendo proferidas pela perita e bióloga pós-graduada pela Universidade Federal do Paraná, Jackline Skrock, que aborda questões como HLA (antígeno leococitário humano); evidências eliminadas no suor e outros líquidos corporais; transporte do odor humano na roupa, identificação; introdução à odorologia forense; a participação canina na identificação molecular do odor humano; discriminação do odor; fisiologia, comportamento e treinamento do cão; aplicação da odorologia forense nas leis brasileiras; e persistência do odor humano em veículos.

Evento da Gama sobre odorologia reúne corporações de diversas cidades. (Marilia Pierre)

“O canil da Gama é muito requisitado por outras forças policiais, como a Polícia Civil, para auxiliar no combate de ações criminosas. E o seminário é uma importante oportunidade para capacitar e especializar não só os nosso agentes, mas também os de corporações de outras cidades”, afirmou o comandante Marcos Guilherme. As guardas municipais de Itu, Monte Mor, Campinas, Itupeva, Piracicaba, Cosmópolis, Salto, Nova Odessa, Santa Bárbara d Oeste, Mogi Guaçu, Amparo, Mogi Mirim, Porto Feliz, Valinhos, Rio Claro, Jaguariúna, Indaiatuba, Limeira, Sumaré, Piracicaba e Cabreúva marcaram presença na palestra de hoje de manhã no CCL.

A odorologia forense se utiliza de cães para a busca não só de produtos ilícitos, como também de pessoas desaparecidas e até mesmo criminosos em fuga. Cães altamente treinados são usados para descobrir, esclarecer e prevenir atividades criminais. Entre suas atividades e auxílios investigativos, pode-se descrever rastreamento na busca de pessoas e objetos, detecçao de drogas, entre outros delitos. A odorologia forense é usada especialmente em crimes como assassinatos, estupro e roubo.

“É uma técnica de evidência genética. Cada um tem um odor específico que nos individualiza. O cão é muito ágil ao identificar essa característica e pode determinar, por meio de provas incontestáveis, se determinado indivíduo esteve na cena do crime ou não”, apontou a especialista Jackline Skrock.

Evento da Gama sobre odorologia reúne corporações de diversas cidades. (Marilia Pierre)

Gama Adestra – No domingo, dia 25, a partir das 9 horas, será realizado o evento Gama Adestra, que receberá donos de cães no CCL para palestras sobre comportamento e saúde animal. Além disso, haverá apresentação dos cães do canil da Guarda Municipal, praça de alimentação e feira de vendas.

Nesse dia, os participantes podem levar os seus cães, desde que apresentem a carteira de vacinação dos animais devidamente atualizada e os levem presos em guias ou correntes e, no caso de cão bravo, com focinheira.

Fonte
A de I/Americana.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios