DestaqueEsportesNotícias

Amanda Nunes nocauteia Cyborg em 51 segundos e faz história no UFC

Ela é a primeira mulher a possuir dois cinturões de duas categorias diferentes no UFC

A brasileira Amanda Nunes fez história na madruga do sábado para domingo ao derrotar a compatriota Cris Cyborg, que estava invicta há 13 anos, no UFC 232 e garantir o cinturão dos penas, se transformando na primeira mulher a possuir dois cinturões de duas categorias diferentes no UFC, já que já era dona do peso galo.

Amanda Nunes precisou de 51 segundos para vencer (Foto: Sean M. Haffey / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP)

Como se todo esses fatos já não bastassem, Amanda ainda saiu do octógono do The Forum, em Los Angeles, na Califórnia, após apenas 51 segundos de luta. Isso porque a “Leoa” conseguiu encaixar uma sequência de golpes no rosto da adversária, que nada pôde fazer.

“Sou a primeira mulher a ser campeã de duas categorias do UFC. Eu sou a melhor. Dana White, agora eu quero ir para o Hall da Fama!”,declarou a lutadora, que agora soma um cartel de 17 vitórias e apenas quatro derrotas no MMA.

Na luta de principal destaque do dia, o norte-americano Jon Jones recuperou o cinturão dos meio-pesados ao derrotar o sueco Alexander Gustafsson. A vitória aconteceu também através de um nocaute, porém no terceiro round de uma luta equilibrada até então.

No entanto, o lutador utilizou toda a sua experiência para levar o combate para o chão e conseguiu encaixar uma ótima sequência de socos na cabeça de seu adversário, obrigando a arbitragem a finalizar a luta e declará-lo o novo campeão mundial da categoria.

Jon Jones derrotou Gustafsson a sua luta e já desafiou Daniel Cormier (Foto: Sean M. Haffey/Getty Images/AFP)
Mal havia recuperado o seu cinturão e Jon Jones já mostrou estar pensando no seu próximo adversário no UFC. Tanto que desafiou Daniel Cormier, ex-campeão da categoria meio-pesado e desafeto do lutador.”Tem um cara aí que se chama de campeão duplo. Que tipo de cara abandona seu cinturão só por que eu cheguei em casa? O papai está em casa, Cormier. Venha pegar o seu cinturão, ele está bem aqui”, disse logo após a sua vitória.

Vale relembrar que Jon Jones se envoleu numa enorme polêmica antes da realização do evento na última madrugada. Um exame anti-doping flagrou resquícios do esteroide turinabol no sangue do lutador, o que acabou vetando o UFC 232 de ser realizado em Nevada, já que a comissão Atlética local o proibiu de lutar. Para que o combate ocorresse, Dana White precisou que o evento fosse transferido para Los Angeles de última hora.

CONFIRA TODOS OS RESULTADOS DO UFC 232:

CARD PRINCIPAL
Peso meio pesado: Jon Jones venceu Alexander Gustafsson por nocaute no terceiro round
Peso pena: Amanda Nunes venceu Cris Cyborg por nocaute no primeiro round
Peso meio médio: Michael Chiesa derrotou Carlos Condit por finalização no segundo round
Peso meio pesado: Corey Anderson venceu Ilir Latifi por decisão unânime dos juízes
Peso pena: Alex Volkanovski derrota Chad Mendes por nocaute técnico no segundo round

CARD PRELIMINAR
Peso pesado: Walt Harris derrotou Andrei Arlovski por decisão dividida dos juízes
Peso pena: Megan Anderson venceu Cat Zingano por nocaute técnico no primeiro round
Peso galo: Petr Yan derrotou Douglas D’Silva por nocaute técnico
Peso leve: Ryan Hall venceu B.J. Penn por finalização no primeiro round
Peso galo: Nathaniel Wood venceu Andre Ewell por finalização no terceiro round
Peso médio: Uriah Hall venceu Bevon Lewis por nocaute no terceiro round
Peso meio médio: Siyar Bahadurzada venceu Curtis Millender por decisão unânime dos juízes
Peso galo: Montel Jackson derrotou Brian Kelleher por finalização no primeiro round

Fonte
Gazeta Esportiva.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
LinkedIn
Instagram
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios