DestaqueEsportesNotícias

São Silvestre 2018 tem vencedor etíope e melhor brasileiro em oitavo

Giovani dos Santos foi o primeiro brasileiro a cruzar a linha de chegada, na oitava posição

Os africanos mais uma vez dominaram a tradicional Corrida Internacional de São Silvestre. A 94ª edição do evento teve os três primeiros colocados oriundos da Etiópia e fechou o pódio com atletas da Tanzânia e Unganda.

Belahy , Campeão da 94ª Corrida Internacional de São Silvestre 2018, nas ruas da capital paulista. 31/12/2018, Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

O vencedor foi Belay Tilahun Bezabh, responsável por um sprint final que garantiu uma linda ultrapassagem em cima do então atual campeão e favorito, Dawitt Admasu, que apesar de também ser etíope, atualmente corre pelo país asiático do Bahrein, depois de ter se naturalizado.

Dessa forma, Belay e Dawitt inverteram suas colocações em relação à prova do ano passado. Amdework Tadese foi o terceiro colocado. Emmanuel Gisamoda e Maxwell Rotich vieram logo atrás.

Giovani dos Santos foi o primeiro brasileiro a cruzar a linha de chegada, na oitava posição, seguido pelo compatriota Wendell Jeronimo de Souza.

Giovani, oitavo colocado da 94ª Corrida Internacional de São Silvestre 2018, nas ruas da capital paulista. 31/12/2018, Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Assim que a largada foi dada, o atleta de Unganda, Maxwell Rotich, de apenas 20 anos, assumiu a liderança. Em ritmo forte, o africano apareceu como o primeiro ‘coelho’ da prova.

Dois brasileiros conseguiram acompanhar o pelotão de elite até o 5º quilômetro. Foram eles Giovani dos Santos, de 37 anos, e Wendell Jeronimo de Souza, exatamente dez anos amis jovem.

A partir do nono quilômetro, os atletas anfitriões ficaram para traz. Seis corredores oriundos do continente africano dispararam e Emmanuel Ginki Gisamoda, de 30 anos, da Tanzânia despontou como líder, sendo acompanhado muito de perto pelo etíope naturalizado berenita, Dawitt Admasu, de 23 anos.

Giovani dos Santos foi o primeiro brasileiro a terminar a prova, em 8º lugar (Foto: Djalma Vassão/GazetaPress)
Na subida da Avenida Brigadeiro Luis Antônio, ponto crucial da prova, Dawitt Admasu forçou o ritmo, acelerou as passadas e, mesmo seguido de perto por três concorrentes, começou a desgarrar.

Pouco antes da última curva para a entrada na Avenida Paulista, Belay Tilahun Bezabh, outro etíope de 23 anos, surgiu como um raio, ultrapassou o então favorito compatriota e foi o primeiro a passar pela linha de chegada, em frente ao edifício da Fundação Cásper Libero.

Dawitt Admasu confirmou o vice-campeonato, pouco à frente de outro etíope, Amdework Tadese. Completaram o pódio Emmanuel Gisamoda, da Tanzânia, e Maxwell Rotich, de Unganda. Giovani dos Santos foi o primeiro brasileiro a terminar a prova, na oitava colocação.

Fonte
Gazeta Esportiva.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios