DestaqueMundoNotícias

Brasil define com Venezuela retirada de brasileiros da fronteira

Grupo reúne cerca de 100 pessoas entre residentes e turistas

Um grupo de cerca de 100 brasileiros foi autorizado a deixar a região de Santa Elena do Uairén, na Venezuela, depois de uma longa negociação entre autoridades brasileiras e venezuelanas. Os brasileiros estão autorizados a regressar para o Brasil a partir da noite desta terça-feira (26), segundo informações do Ministério das Relações Exteriores.

No grupo, há turistas e residentes, inclusive crianças, além de motoristas de caminhões. Inicialmente, surgiu a informação que apenas aqueles com problemas de saúde estariam autorizadas a retornar para o território brasileiro.

A fronteira do Brasil com a Venezuela está fechada desde o último dia 22, quando o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou a medida. A partir daí, houve momentos de confrontos e violência na região, registrando inclusive mortos e feridos.

Pessoas se escondem atrás de uma rocha durante confrontos na fronteira venezuelana, em Pacaraima (RR), anteontem (24). REUTERS / Ricardo Moraes – REUTERS / Ricardo Moraes / direitos reservados

Pelos dados do Itamaraty, vivem na Venezuela, em diferentes cidades, cerca de 11,8 mil brasileiros. Mas nem todos têm interesse de retornar ao Brasil, pois muitos têm dupla nacionalidade e preferem ficar em território venezuelano.

O Ministério das Relações Exteriores informou que o “serviço consular segue auxiliando os brasileiros na consulta sobre interesse em deixar” a Venezuela.

O governo brasileiro mantém consulados em quatro cidades distintas venezuelanas, entre elas Santa Elena do Uairén e Caracas. Pelas informações preliminares, não há brasileiros em Caracas dispostos a retornar para o Brasil.

Fonte
Agência Brasil.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios