CidadesDestaqueNotícias

Hortolândia terá auriculoterapia no programa “De bem com a Vida”

Prática faz parte das PICs (Práticas Integrativas e Complementares), recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais recomendados pelo Ministério da Saúde

Em breve, usuários da UBS (Unidade Básica de Saúde) Jd. Adelaide poderão usufruir dos benefícios da auriculoterapia, prática relacionada à medicina chinesa, que trata males físicos e emocionais através da estimulação de pontos na orelha. A enfermeira Andressa Hithoni Takahara, servidora da Prefeitura de Hortolândia, é uma das profissionais da rede municipal de saúde que realizou, na última semana, a capacitação oferecida pelo Ministério da Saúde. Por enquanto, ela aplica a técnica em servidores da própria UBS, com objetivo de avaliar os resultados da terapia. A previsão é que no próximo mês, a ação já atenda pacientes que participam das demais atividades do programa “De Bem com a Vida”, lançado pela Administração Municipal, em maio, com objetivo de incentivar a população a adotar hábitos saudáveis de vida.

A auriculoterapia faz parte das PICs (Práticas Integrativas e Complementares), recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, como Shantala, Fitoterapia e Dança Circular, voltados à prevenção de diversas doenças, como depressão e hipertensão. O Ministério da Saúde recomenda que os municípios ofereçam estas atividades nas UBSs e, em Hortolândia, as ações integram o programa “De bem com a vida”.

“Serão 10 práticas integrativas oferecidas em toda a cidade. Cada unidade de saúde será mapeada para identificarmos o perfil dos usuários. Vamos direcionar as atividades de acordo com este público. Por exemplo, onde há muitos bebês, vamos oferecer shantala para as mães fortalecerem o vínculo com a criança. Em outra unidade, levaremos arteterapia. Todas as UBS terão alguma prática integrativa. Nosso objetivo é oferecer atividades que prorpocionem cuidados com a saúde e que criem vínculos entre a população e as equipes das unidades de saúde”, destaca a secretária de Saúde, Odete Carmem Gialdi. Além das práticas integrativas, todas as UBSs terão grupos de caminhada e Lian Gong (ginástica chinesa): são para os participantes destes grupos que as PICs serão direcionadas.

“No caso da auriculoterapia, podemos tratar distúrbios emocionais, tabagismo, dependência química e até dores de cabeça. É uma prática pouco invasiva, onde são usadas sementes de mostarda para estimular pontos específicos da orelha e alcançar os objetivos esperados”, enfatizou a enfermeira Andressa. Interessados em ficar “De bem com a vida” e participar de uma das dez PICs que serão oferecidas em Hortolândia podem procurar a unidade de saúde do bairro e se informar sobre a ação que acontece na sua localidade.

Confira as práticas integrativas que serão ofertadas em Hortolândia, por meio do programa “De bem com a vida”:

1.Acupuntura

2.Aromaterapia

3.Arteterapia

4.Auriculoterapia

5.Constelação familiar

6.Dança circular

7.Fitoterapia

8.Lian Gong

9.Meditação

10.Reflexoterapia

Fonte
A de I/Hortolândia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios