CidadesDestaqueNotícias

Fila por vaga em creche de Americana cai 83,2%

Os dados foram divulgados pela secretária da Educação, Evelene Ponce Medina

Após o trabalho de recadastramento de alunos e de identificação da localização de demandas, a fila por vagas em creche em Americana teve uma redução de 83,2% em relação ao que apontava a lista de espera. Se até outubro a lista apontava uma lista de 1.850 vagas em espera, após a ação a fila foi reduzida para 310 crianças. Os dados foram divulgados pela secretária da Educação, Evelene Ponce Medina, ao lado do prefeito Omar Najar, nesta sexta-feira (17).

Atualmente, Americana possui 145 turmas (1.952 alunos) em período integral e 17 em período parcial (247 alunos). Além disso, as entidades filantrópicas e escolas particulares somam ainda mais 2 mil crianças atendidas em todo o município. De acordo com a secretária, o recadastramento permitiu melhor compreensão da demanda e o remanejamento para áreas com maior procura. “O recadastramento permitiu que entendêssemos melhor e redistribuíssemos profissionais de acordo com as áreas com maior demanda. Pudemos fechar salas em creches com vagas ociosas e abrimos em bairros com maior procura, por exemplo. Pudemos identificar quem estava na fila por ter a mãe trabalhando e quem se inscreveu apenas por vagas em creches específicas, sem relação necessariamente com a proximidade da residência ou do trabalho dessa mãe”, disse Evelene.

A secretária destacou ainda que os bairros com maior adensamento populacional e maior taxa de natalidade concentram a maior parte doas 310 crianças da fila. Os principais bairros são Cidade Jardim, Jardim dos Lírios, Mathiensen e Praia Azul. “Nós já estamos em busca de parcerias para ampliação de salas de aula na Praia Azul, Jardim da Paz, Mathiensen e São Luiz. Na rede municipal temos uma limitação que é o grande número de aposentadorias na Educação, aliados à nossa limitação para realização de concurso público e o número limitado que podemos contratar por meio de contratação emergencial”, explicou Evelene.

Após o período de matrículas, a secretária informou que pretende oferecer às 310 crianças na fila as vagas eventualmente ociosas na rede conveniada e pública. “Caso os pais optem por matricular a criança, mesmo não se tratando do bairro em que moram ou onde trabalham, poderemos oferecer as vagas que venham a ficar ociosas”, disse ela.

O prefeito, Omar Najar, destacou o bom trabalho feito, que possibilitou um avanço no setor. “É um número muito importante de ser divulgado, pois representa todo o esforço da Administração e da Pasta da Educação para solucionar essas questões. Estamos trabalhando para que essa reduzida ainda mais e tenho essa expectativa”, disse o prefeito.

Fonte
A de I/Americana.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios