DestaqueMundoNotícias

China confirma a transmissão entre humanos de vírus misterioso no país

Oficialmente, as autoridades confirmaram mais de 200 casos do vírus

Um vírus misterioso que vem causando problemas respiratórios na população chinesa, já colocou aquele país e o mundo em estado de alerta. Isso porque esse coronavírus se espalhou de seu ponto inicial, a cidade chinesa de Wuhan, para outras grandes metrópoles, como Pequim e outros países do globo.

Oficialmente, as autoridades confirmaram mais de 200 casos do vírus na China, como informou a televisão estatal do país. Quase 200 deles foram registrados na cidade de Wuhan, local considerado como o epicentro da epidemia. Quanto a fatalidade do vírus, três mortes foram confirmadas. No entanto, especulações falam em mais de 1,7 mil infectados.

Casos de vírus misterioso aumentam na China, segundo autoridades locais (Foto: Reprodução/ Health Line)

Transmissão para humanos

A China também confirmou que o vírus – chamado de 2019-nCoV – pode ser transmitido entre pessoas. Previamente, os cientistas acreditavam que o contágio não acontecia entre humanos e que a fonte primária do vírus fosse animal, provavelmente vindo do mercado de frutos do mar, localizado na cidade de Wuhan.

“A incerteza e as lacunas permanecem, mas está claro que há algum nível de transmissão de pessoa para pessoa”, explica Jeremy Farrar, porta-voz da organização sem fins lucrativos Wellcome Trust, em Londres.

“O pico repentino de casos é desconcertante, mas não totalmente inesperado”, afirma Adam Kamradt-Scott, especialista em doenças infecciosas da Universidade de Sydney. Isso porque, uma semana atrás, o número total de infecções não chegava a 70 casos.

Diante das últimas notícias, o presidente chinês, Xi Jinping, disse que conter o surto e salvar vidas é uma prioridade, porque o número de pacientes mais que triplicou e, inclusive, uma terceira pessoa faleceu. “A vida e a saúde das pessoas devem receber a maior prioridade e a disseminação do surto deve ser resolutamente controlada”, afirma o presidente Xi, em comunicado na televisão estatal.

Para o país, uma grande preocupação é com o Ano-Novo Lunar chinês, que começa nesta semana e deve levar centenas de milhões de chineses a viajarem pela própria China, em celebração.

Vírus no mundo

Responsável por causar febre, tosse, falta de ar, dificuldades respiratórias e até um tipo de pneumonia, há registros de casos desse coronavírus no Japão, na Tailândia e na Coreia do Sul. Em comum, em todos os casos estão envolvidos moradores de Wuhan ou pessoas que visitaram a cidade chinesa recentemente.

Já o fato de o vírus ter se espalhado para além da China faz cientistas britânicos acreditarem que o número de infectados seja maior do que o divulgado oficialmente. Segundo essas especulações, os casos devem se aproximar de 1,7 mil.

Para quarta-feira (22), a ONU organiza um comitê de emergência, onde avaliará se o surto constitui uma emergência internacional de saúde. Em caso positivo, a entidade definirá quais medidas devem ser tomadas. Por enquanto, a OMS não recomendou restrições comerciais ou de viagens para a China.

No Brasil, o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde informa que não há nenhum caso suspeito, mas determinou à Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) que oriente viajantes, em portos e aeroportos, a tomarem medidas preventivas para evitar o contágio.

Fonte:

Fonte
BBC, Science e Reuters

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios