CidadesDestaqueNotícias

Nova Odessa declara situação de emergência

prefeitura cancela consultas e exames e fecha comércio

A partir desta sexta-feira (20), todas as consultas e exames agendados na rede municipal de saúde de Nova Odessa estão cancelados. As medidas anunciadas nesta quinta-feira (19) foram definidas no decreto 4.175/2020, editado pelo prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza. O documento, que será publicado na edição desta sexta do Diário Oficial do Município, declara situação de emergência na cidade e amplia as ações com objetivo de controlar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). O decreto também determina a suspensão total das visitas no Hospital e Maternidade ‘Dr. Acílio Carreon Garcia’, autoriza a Prefeitura a contratar médicos cubanos e proíbe a aglomeração de pessoas em espaços públicos e particulares, inclusive em condomínios, academias e salões de festas.

As novas medidas foram anunciadas nesta quinta pelo secretário de Saúde, Vanderlei Cocato, em transmissão ao vivo pelo Facebook. Na “live”, Cocato informou que todas as visitas no Hospital Municipal, incluindo a Clínica Médica, e na Maternidade também serão suspensas. Na semana passada, o município já havia restringido as visitas em duas pessoas por paciente a cada período. “Essa medida está sendo adotada para reduzir as chances de contágio, proteger os pacientes e os profissionais de saúde”, explicou Cocato. Segundo o secretário, só serão permitidas visitas com expressa autorização médica.

Anúncios

Em relação às consultas, o secretário explica que estão sendo cancelados os agendamentos feitos nas UBS’s (unidades básicas de saúde) e no Ambulatório de Especialidades Médicas. Além de ortopedistas, ginecologistas, dermatologistas e urologistas, a decisão também atinge psicólogos, fonoaudiólogos e o Setor de Fisioterapia ‘Luzia Afonso de Meira’, que terá as atividades suspensas por tempo indeterminado a partir desta sexta. “Nós já havíamos determinado a suspensão do atendimento odontológico; agora estamos suspendendo o atendimento de especialidades médicas para evitar aglomerações. É importante frisar que os profissionais continuam trabalhando, à disposição da secretaria, para nos ajudar no que for necessário”, afirmou o secretário.

Cocato explica ainda que, no caso dos especialistas, pacientes de casos de urgência continuarão sendo atendidos. Pessoas que fazem acompanhamento com cardiologistas, neurologistas e psiquiatras, por exemplo, deverão entrar em contato com a nova Central de Atendimento que está sendo montada no Ambulatório de Especialidades e passar por triagem para agendamento no próprio ambulatório. Os telefones da central, que começa a funcionar na segunda, serão divulgados pela Secretaria de Saúde nesta sexta. Os exames eletivos (agendados) também estão suspensos. A partir desta sexta, mamografias, ultrassom e raio-X só serão realizados em casos de urgência e emergência.

Na estrutura emergencial novaodessense, o Caps (Centro de Atenção Psicossocial), que funciona no Jardim Santa Rosa, atenderá casos de urgência e emergência e pacientes que usam medicamento psiquiátrico de uso contínuo e precisam de receita de remédios controlados. Nos dois casos, o paciente deverá ligar no telefone 3476-6051 e agendar a visita. “Ele será atendido imediatamente e terá um horário agendado para que seja atendido com agilidade e sem aglomerações.

O decreto abre caminho para a volta dos médicos cubanos à rede municipal de saúde. Após a publicação, os profissionais residentes no município poderão se cadastrar na Secretaria de Saúde para eventual prestação de serviços em meio à pandemia. Pelo menos cinco dos oito médicos de Cuba que atuaram no município pelo Mais Médicos continuam na cidade.

Ao justificar as novas medidas, o prefeito Bill pediu a compreensão e a colaboração da população para que o município possa vencer a pandemia. “Todas as ações que estamos implementando seguem determinações do Ministério da Saúde e do Governo de São Paulo, buscando a prevenção e evitando a contaminação das pessoas”, disse o prefeito.

COMÉRCIO. Em relação ao comércio, o funcionamento está autorizado apenas para supermercados, padarias, farmácias, postos de combustíveis, distribuidora de água e gás e todas as atividades comerciais que operam pelo sistema delivery (entregas à domicílio).

RESTAURANTES. Já os restaurantes serão obrigados a posicionar as mesas a uma distância mínima de dois metros uma da outra. Além disso, terão de orientar os clientes para que se “mantenham sentados às mesas, sem incentivo à circulação ou aglomeração de pessoas”. O descumprimento das condições estabelecidas resultará na suspensão do alvará de funcionamento. Caso a suspensão não seja cumprida, o restaurante será lacrado.

Veja outros pontos do decreto número 4.175/2020:

> Permanecerão fechadas, pelo prazo de 30 dias prorrogáveis, as atividades praticadas em academias, centros de lutas, bibliotecas, centros culturais, bosques (Bosque Manoel Jorge e Parque Ecológico Isidoro Bordon) e centros de convivência da melhor idade, sejam eles públicos ou privados;

> Fica suspensa temporariamente a validade de alvarás de funcionamento para estabelecimentos de entretenimento, como casas noturnas, bares, pubs, tabacarias e afins, que promovam concentração e circulação de pessoas, bem como a suspensão da expedição de novos alvarás;

> Concessionárias de serviço público municipal deverão adotar medidas e procedimentos internos para prevenção e controle do contágio do novo coronavírus;

> Todos aqueles que chegarem de viagem internacional, deverão manter isolamento social pelo prazo de 14 (quatorze dias);

> A partir desta segunda-feira, a Farmácia Central vai atender mediante distribuição de senhas, para evitar aglomeração de pessoas;

> Fica dispensada a licitação para aquisição de bens, serviços e insumos de saúde destinados ao enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19);

> Fica autorizada a contratação de mão de obra temporária para suprir as necessidades de pessoal do Hospital Municipal e das UBS’s, tendo em vista o remanejamento de servidores que estejam no grupo de risco;

> Fica proibida aglomeração de pessoas em áreas públicas e particulares, inclusive em condomínios em geral;

> Fica proibido o funcionamento de feiras públicas em todo município.

O decreto ainda regulamenta ações anunciadas anteriormente pela Administração Municipal, como a suspensão das aulas na rede municipal de ensino, a partir de segunda-feira, a suspensão de cirurgias eletivas no HM, além de férias e trabalho em sistema home office para servidores enquadrados em grupos de risco, conforme estabelecido pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Fonte
A de I/NO.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios