BrasilDestaqueNotícias

Vacinação contra gripe para caminhoneiros, motoristas e portuários

Segunda fase da campanha inclui também doentes crônicos e profissionais das forças de segurança e salvamento

Começa nesta quinta-feira (16) a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. O Ministério da Saúde incluiu caminhoneiros, motoristas de transportes coletivo e trabalhadores portuários. As três categorias se juntam ao grupo prioritário, que também contempla doentes crônicos e profissionais das forças de segurança e salvamento. O anúncio da inclusão dos caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários foi feito no final de março pelos ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

A segunda fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe inclui caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários. – Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Com essa alteração, os professores passam a integrar o grupo prioritário da terceira fase, tendo em vista que as aulas estão suspensas. “Como todas as escolas estão com as atividades paralisadas, optamos por priorizar na próxima fase da campanha aqueles profissionais que atuam nos portos, no transporte de cargas, motoristas de transporte coletivo, expostos diariamente porque estão na linha de frente, prestando serviços essenciais”, destacou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Anúncios

Para a vacinação, recomenda-se a apresentação de algum documento comprobatório, como a carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio do sindicato de transporte, crachá funcional ou declaração de serviço do local que o trabalhador atua.

Até o dia 2 de abril, na primeira fase da campanha que começou no dia 23 de março, 15,6 milhões de doses foram aplicadas em idosos, representando 62,6% da população a ser alcançada. Em relação aos trabalhadores de saúde, foram vacinados 2,6 milhões, alcançando 52% da meta. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe segue até 22 de maio.

A meta da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até o dia 22 de maio. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece no sábado, 9 de maio.

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger, de forma antecipada, os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. Devido à circulação do coronavírus no País, cada estado e município tem buscado estratégias para diminuir concentração de pessoas. Esta vacina não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico da gripe, já que os sintomas são parecidos, para chegar mais rapidamente à conclusão do diagnóstico de coronavírus. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde.

Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a aproximadamente 20 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira fase da campanha contempla esse público.

Fases da Campanha

Público-alvo

1ª fase (a partir de 23 de março)

Idosos com 60 anos ou mais

Trabalhadores da saúde

2ª fase (a partir de 16 abril)

Profissionais das forças de segurança e salvamento

Doentes crônicos

Caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários

3ª fase (de 09 a 22 de maio)

Professores

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos

Grávidas

Mães no pós-parto

População indígena

Ressoas acima de 55 anos

Pessoas com deficiência

Fonte
Agência Brasil.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios