Plano de Vacinação contra Covid-19 é definido e profissionais de Saúde serão os primeiros vacinados

Imunização terá início assim que o Município receber doses da vacina

Os profissionais de Saúde serão os primeiros a receber as doses da vacina contra a Covid-19 em Santa Bárbara d’Oeste. A Prefeitura divulgou nesta segunda-feira (18) o Plano de Vacinação do Município, que segue as diretrizes do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde. A vacinação em Santa Bárbara d’Oeste terá início assim que as doses forem recebidas.

O Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde enviarão as doses da vacina para Santa Bárbara d’Oeste em lotes com quantidades reduzidas. Conforme diretrizes destes dois órgãos, a prioridade da vacinação é dos profissionais de Saúde – sobretudo os que atuam em locais onde há o atendimento de casos da Covid-19 (Hospital Santa Bárbara, Hospital de Campanha e demais estruturas da rede municipal de Saúde).

Após os profissionais de Saúde, a população idosa receberá as doses da vacina – em esquemas de vacinação que serão divulgados pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado da Saúde.

Mediante envio e disponibilidade de doses da vacina, os profissionais que atuam na rede municipal de Saúde serão vacinados em seus locais de trabalho. Já os profissionais de Saúde da rede particular e os demais públicos da campanha serão vacinados em seis UBSs (Unidades Básicas de Saúde) de segunda a sexta-feira nos seguintes horários:

Das 7h30 às 16h30

  • UBS do Mollon
    Rua do Cobre, 850, Mollon
  • UBS do Laudissi e Romano
    Rua Profeta Jeremias, 140 – Jardim Laudissi
  • UBS Regional Zona Sul
    Rua José Calixto, 100, Santa Rita
  • UBS da Vila Grego e Residencial Furlan
    Rua Arthur Amaral, 30, Vila Grego

Das 7h30 às 19 horas

  • UBS da Cidade Nova
    Rua do Algodão, 1.441, Cidade Nova
  • UBS do Jardim Europa
    Rua Portugal, 522, Jardim Europa

A vacinação dos idosos que estejam em Instituições de Longa Permanência, como asilos e casas de repouso, será realizada diretamente nos locais pelos profissionais da Vigilância Epidemiológica – mediante envio e disponibilidade de doses de vacina.

Sobre a Campanha de Vacinação

Nesta segunda-feira (18) entrou em operação o plano logístico de distribuição de doses, seringas e agulhas para os Municípios do Estado de São Paulo. Primeiramente a imunização ocorre em trabalhadores de saúde de seis hospitais de referência do estado: HCs da Capital, de Ribeirão Preto, de Campinas, de Botucatu, de Marília e Hospital de Base de São José do Rio Preto. As unidades foram selecionadas para a fase inicial porque são hospitais-escola regionais, com maior fluxo de pacientes em suas áreas de atuação.

Na sequência, grades de vacinas e insumos também serão enviadas a polos regionais para redistribuição às Prefeituras, com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia.

A divisão das grades considerou o quantitativo proporcional de vacinas esperado para São Paulo conforme o PNI (Programa Nacional de Imunizações), do Ministério da Saúde. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe.

A campanha de imunização contra a Covid-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade de doses da vacina. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19 serão divulgadas.

Com informações do Governo do Estado de São Paulo

Fonte: A de I/SBO.

%d blogueiros gostam disto: