Flamengo perde para São Paulo, mas garante bi do Brasileirão

Rubro-Negro contou com empate sem gols do Internacional, contra Corinthians, no Beira-Rio, para ficar com segundo título seguido

“Uma vez Flamengo”, duas vezes Flamengo… Os primeiros versos do hino rubro-negro já podem ser alterados apesar da derrota por 2 a 1 para o São Paulo nesta quinta-feira (25), no Morumbi. O time contou com empate sem gols do Internacional contra o Corinthians para conquistar bicampeonato do Brasileirão.

Além dos agora sete campeonatos brasileiros (1980, 1982, 1983, 1992, 2009, 2019 e 2020), o time contabiliza também a conquista da polêmica Copa União (1987) — o Sport se vale da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de 2019 para também comemorar o título nacional daquele ano.

Ao longo de 36 rodadas, interrompidas pela pandemia do novo coronavírus, o Flamengo não chegou a liderar o Brasileirão uma vez sequer. Na 37ª data, um confronto com o então líder Internacional mudou o rumo da história. A vitória dos comandados de Rogério Ceni, que assumiu o time em novembro no lugar de Domènec Torrent, foi o sprint final para o sétimo título.

A conquista, inclusive, é especial para Ceni. Um dos maiores ídolos da história do São Paulo, adversário da noite do título, o ex-goleiro-capitão-artilheiro chegou a morar debaixo das arquibancadas do Morumbi. Apesar do enorme respeito com o time tricolor, o tetracampeão como jogador e campeão como técnico não se furtou a dar a volta olímpica.

No fim, o resultado foi também importante para o São Paulo que, com a vitória, garantiu vaga na fase de grupos da Copa Libertadores sem depender do Fluminense, que venceu o Fortaleza.

Com a bola rolando

Os primeiros minutos do jogo no Morumbi foram pra lá de nervosos. Se de um lado valia o título, do outro a classificação direta à Libertadores. Apesar das boas defesas de Tiago Volpi e Hugo, o lance capital mesmo ficou para os 49 minutos. Em cobrança de falta dentro da meia-lua, Daniel Alves e Luciano enganaram Hugo sobre quem iria bater a falta. Coube a Luciano chutar no canto do goleiro, que optou por uma incomum formação de barreira.

Na volta do intervalo, o Flamengo voltou com mais intensidade e tratou de empatar a partida logo aos 5 minutos. Bruno Henrique aproveitou bola escorada por Gustavo Henrique e, de cabeça, só empurrou para o fundo do gol. A comemoração só esfriou com novo erro na saída de bola dos visitantes. Aos 13 minutos, Hugo entregou a bola nos pés de Daniel Alves, que tocou para Pablo chutar com tranquilidade.

Com o fim do Brasileirão, as equipes voltam suas atenções para os Estaduais. O São Paulo volta a campo já no domingo (28), contra o Botafogo, no Morumbi, pela primeira rodada do Paulistão. Já o Flamengo encara o Nova Iguaçu na terça (2), no Maracanã.

Fonte: R7

%d blogueiros gostam disto: