As 7 forças da inovação

Somos a geração que tem o privilégio de vivenciar e experimentar a disrupção na inovação em vários segmentos de mercado da nossa sociedade, visando sempre otimizar, acelerar e gerar valor nas atividades mais simples até a mais complexa que existem atualmente.

E para ilustrar quais são os marcos de transformação, inovação de processos, produtos e serviços. Resolvendo problemas reais e gerando valor. Venho compartilhar um conteúdo do livro “The Future Is Faster Than You Think: How Converging Technologies Are Transforming Business, Industries, and Our Lives ” por Peter H. Diamandis e Steven Kotler.

São essas as 7 forças da inovação:
1 – Poupar tempo: O nosso maior ativo nos dias de hoje é o tempo, então inovações que poupam o tempo dos seus usuários são sempre as mais procuradas e acessadas.

2 – Disponibilidade de capital: A cada momento que passa mesmo em meio a crise econômica conseguimos ouvir e participar de pequenos, médios e grandes fundos de investimento capital de risco prontos para abraçar o sonho e entrega dos empreendedores.

3 – Desmonetização: O primeiro projeto do motor de automóvel elétrico surgiu em 1828, porém tornar isso em larga escala e adaptar toda uma sociedade com abastecimentos elétricos custaria muito investimento. Mas hoje em dia conseguimos presenciar que esse cenário está muito favorável para termos carros elétricos populares passeando por aí.

4 – Mais gênios no jogo: Felizmente temos mais de um Einstein, Jobs, Gates e Zuckerberg no nosso planeta para pensar em como tornar as ações triviais ou não da nossa sociedade mais acessível, rápida e melhor.

5 – Maior conectividade: Cerca de 4,66 bilhões de pessoas acessam a internet com um ou mais dispositivo, isso é mais da metade da população mundial e estima-se que até 2030 todos já tenham acesso.

6 – Novos modelos de negócios: A diversidade de modelos de negócios em nichos de mercado tem possibilitado o surgimento de muitas empresas inovadoras que destroem monopólios e criam acessibilidade para um número expressivo de pessoas que antes não tinham.

7 – Extensão da vida humana: Quanto mais o ser humano percebe o seu potencial inovador, mais passos ousados nós buscamos dar e maior deles é a prolongação da vida, algo que já fazemos com melhorias na medicina com vacinas por exemplo, mas podemos citar o uso de órgãos artificiais.

Se formos lembrar que a 10 anos atrás falar de temas como esse seria muita loucura, porém hoje temos provas suficientes de que não há limite para a potência de inovação e realização do ser humano.

Lucas Felippe – graduado em Engenharia Agronômica, trabalha com inclusão digital para agricultoras e agricultores familaires da região metropolitana de Curitiba. Fundador e atualmente CEO da Startup social Cooltivando que gera renda para o campo agrícola familiar.

%d blogueiros gostam disto: