Ministro da Saúde reforça apoio no enfrentando à pandemia em SP e RJ

Marcelo Queiroga visitou hospitais, tratou do enfrentamento à covid-19 e se reuniu com representantes dos sindicatos da saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve em São Paulo nesta quinta-feira (25/3), visitando o Instituto Central do Hospital das Clínicas e a Universidade de São Paulo (USP). Durante reunião com a Congregação da Faculdade de Medicina na USP, o ministro destacou a capacidade de vacinação no Sistema Único de Saúde (SUS).

“Nós temos uma esperança, que é a vacina. O Brasil, pelo sistema público de saúde, é reconhecido mundialmente como um país que tem grande expertise em campanhas de vacinação bem-sucedidas”, disse Queiroga.

No Rio de Janeiro, o ministro da Saúde se reuniu com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, o superintendente do Ministério da Saúde do estado do Rio de Janeiro, George Diverio, e com o secretário do estado da Saúde, Carlos Alberto Chaves, no intuito de adotar ações para sanar as dificuldades que o estado vem enfrentando com a pandemia.

Na reunião, o ministro Marcelo Queiroga se colocou à disposição para ajudar o estado contra a covid-19. “Temos que buscar as soluções que a população do estado do Rio de Janeiro precisa: vacinas, leitos de UTI e uma equipe empenhada em salvar vidas. Esse é o desafio e é o compromisso que o Ministério da Saúde tem”, destacou o ministro.

Queiroga ressaltou ainda que criará a Secretária Especial da Covid-19, com o objetivo de concentrar todas as questões relacionadas à pandemia, assim o ministério terá mais vazão para dar andamento aos outros trabalhos relacionados à saúde pública do país.

Ele aproveitou ainda para fazer um pedido às autoridades para que orientem sobre a importância das medidas de prevenção à população, destacando a necessidade da utilização da máscara, higienização das mãos e evitar aglomerações.

Após a conversa com os representantes da saúde do estado do Rio de Janeiro, o ministro se reuniu com representantes de sindicatos da saúde. No encontro, Queiroga afastou a ideia de estadualização dos serviços federais de saúde no estado e reforçou a necessidade de união de todas as categorias em prol da vacinação.

Fonte: Ministério da Saúde.

%d blogueiros gostam disto: