Polícia Federal deflagra Operação Cash Box

Operação apura crimes de operação irregular de instituição financeira e evasão de divisas

A Polícia Federal deflagrou a Operação Cash Box, para apurar crimes de operação irregular de instituição financeira e evasão de divisas, praticados em prejuízo do Sistema Financeiro Nacional, na ordem de 115 milhões de reais.

A investigação, que resultou em 3 mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo, iniciou-se em 2020, a partir de informações bancárias compartilhadas pelo COAF – Conselho de Controle de Atividades Financeiras, relacionadas a pessoa jurídica sediada no município de Amparo, SP.

No decorrer das apurações, foi identificado que a empresa investigada atuaria no mercado de câmbio paralelo, comercializando moedas estrangeiras em espécie, também realizando operações de dólar-cabo, para remessa de valores ao exterior. Tais atividades seriam desenvolvidas sem a necessária autorização e fiscalização do Banco Central do Brasil.

Apenas no ano de 2019, a pessoa jurídica recebeu mais de R$ 83 milhões, grande parte deste valor através de depósitos em espécie, dificultando o rastreamento da origem dos recursos (1946 depósitos em espécie).

Os 3 mandados de busca foram cumpridos em endereços de pessoas físicas e jurídicas localizados no município de Amparo, SP.

Os envolvidos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes previstos no artigo 16 e no artigo 22 da Lei 7.492/86, cujas penas podem chegar a 10 anos de prisão, sem prejuízo de outros crimes que venham a ser verificados no decorrer das investigações.

Atendimento à imprensa: Entrevista aos órgãos de imprensa interessados está agendada, às 10h, na sede da Delegacia de Polícia Federal em Campinas (Rua Antonio Alvares Lobo, 620, Bairro Botafogo, Campinas, SP). Além da coletiva presencial aos jornalistas, esta será transmitida ao vivo pelo Instagram, através do endereço @pfsaopaulo.

Fonte: Polícia Federal.

%d blogueiros gostam disto: