Vacina da Janssen tem validade estendida por seis semanas

Anvisa autorizou a ampliação do prazo nesta segunda-feira (14)

O primeiro lote com 3 milhões de doses da vacina Covid-19 da Janssen/Johnson & Johnson, que o Brasil irá receber ainda nesta semana, teve o prazo de validade estendido para 8 de agosto. A autorização foi dada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta segunda-feira (14), que permitiu a extensão do prazo de armazenamento da vacina da farmacêutica de três para quatro meses e meio, na temperatura de +2ºC a +8°C.

A Anvisa considerou a decisão da Food and Drug Administration (FDA), autoridade sanitária dos Estados Unidos, que já havia autorizado a alteração do prazo de validade da vacina na semana passada, como também o envio das doses ao Brasil.

A remessa chegará ao País de forma antecipada após articulação entre o Governo Federal com a Janssen e o governo norte-americano. O Ministério da Saúde aguarda confirmação da data por parte do laboratório, mas a expectativa é de que as doses cheguem ainda esta semana ao país em três remessas.

Até então, o Brasil só receberia os imunizantes da farmacêutica entre outubro a dezembro. O contrato entre a Janssen e o ministério prevê 38 milhões de doses até o fim do ano.

SOBRE A VACINA

A vacina da Janssen tem autorização para uso emergencial no Brasil e será a primeira a ser usada no País em dose única. O imunizante tem 85% de eficácia para casos graves de Covid-19 e 66% na forma moderada da doença.

As doses podem ser armazenadas e transportadas entre +2ºC e +8°C, temperatura mais comum nas salas de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) e que permite a distribuição e aplicação em todos os municípios do País dentro da infraestrutura e logística já existentes no Brasil.

Fonte: Ministério da Saúde

%d blogueiros gostam disto: