Divulgado resultado do processo seletivo para agentes que vão trabalhar no Censo 2022

A pesquisa será iniciada em agosto e vai mostrar o retrato atualizado do país

Mais um passo foi dado rumo à realização do Censo Demográfico 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), que terá início em agosto. Foi divulgado o resultado final do processo seletivo para as vagas de recenseador, agente censitário municipal e agente censitário supervisor. Quem concorreu a uma vaga pode consultar o resultado na internet.

A próxima etapa será a convocação, quando serão chamados para o treinamento os candidatos aprovados dentro do número de vagas. Mais de 621 mil pessoas concorreram aos postos distribuídos em 5.297 municípios do país. Serão 206.891 servidores temporários para o Censo, sendo 183.021 recenseadores com treinamento previsto de 18 a 22 de julho, 18.420 agentes censitários supervisores e 5.450 agentes censitários municipais, ambos com treinamento previsto de 6 a 15 de junho. O treinamento para recenseadores terá caráter eliminatório e classificatório e será realizado pelo IBGE em duas etapas: autoinstrução e presencial.

Como prevê o edital, os demais candidatos aprovados serão mantidos em lista de espera e podem ser chamados posteriormente.

Visita aos domicílios

A partir de 1º de agosto, estima-se que 215 milhões de habitantes, em mais de 70 milhões de domicílios, serão visitados pelos recenseadores nos 5.570 municípios do país, de acordo com o IBGE. A coleta de dados segue até o mês de outubro com a divulgação dos primeiros resultados prevista para dezembro.

Os recenseadores que vão às residências trabalharão uniformizados com boné e colete azul com a logomarca do IBGE. No colete, há também o crachá de identificação, com foto, e os números de matrícula e identidade do entrevistador. É possível consultar a identidade dos entrevistadores do IBGE no site respondendo.ibge.gov.br ou pelo telefone 0800 721 8181.

Eles vão utilizar o Dispositivo Móvel de Coleta (DMC) de cor azul, semelhante a um smartphone, para registrar as informações.

Em 2022, o questionário básico a ser aplicado nos domicílios têm 26 perguntas sobre temas como as características dos domicílios, núcleo familiar, religião, nível de escolaridade, trabalho e rendimento. Uma pequena amostra da população responderá ao questionário longo que tem 77 perguntas e a aplicação dura, em média, 17 minutos.

Retrato do país

A cada dez anos, os censos demográficos atualizam as informações sobre o país. É a principal fonte de informação sobre as condições de vida da população que são usadas para planejar políticas públicas governamentais, investimentos e para a distribuição de recursos federais entre estados e municípios.

Informações levantadas com perguntas relacionadas às características dos domicílios e deslocamento para estudo e trabalho, por exemplo, são usadas para planejar programas habitacionais e sistemas de transporte. Já os dados sobre os arranjos familiares dão base para o planejamento de programas sociais, como o Auxílio Brasil. As informações sobre deficiência, religião ou culto e cor ou raça tornam possível construir políticas de proteção e garantias de direitos.

Fonte: Governo do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: