15 de abril de 2024 11:52
O Governo da Argentina não renovará cerca de 5.000 contratos públicos no próximo ano e irá rever mais de um milhão de planos sociais para detectar irregularidades.

O Governo da Argentina não renovará cerca de 5.000 contratos públicos no próximo ano e irá rever mais de um milhão de planos sociais para detectar irregularidades. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira pelo porta-voz presidencial, Manuel Adorni.

O porta-voz de Javier Milei anunciou também que os contratos públicos celebrados em 2023 que terminam em 31 de dezembro não serão renovados em 2024, enquanto os restantes entrarão num processo de revisão de 90 dias.

Adorni especificou que a medida medida do governo Mielei afetará todos os funcionários temporários da Administração federal e de diversas entidades públicas da Argentina, e que apenas serão excluídos os trabalhadores de empresas e empresas estatais.

No que diz respeito aos planos sociais, Milei vai iniciar a auditoria de mais de 1 milhão de planos sociais e prevê, com base em cálculos de investigações judiciais, que 160 mil beneficiários poderão estar recebendo de forma “irregular”.

De acordo com o porta-voz presidencial, esses planos teriam um valor total de 10 bilhões de pesos argentinos (12,45 milhões de dólares).

O objetivo do Governo Milei é “tornar o sistema transparente, garantir que quem precisa seja pago e que (os planos sociais) deixem de funcionar como um negócio para intermediários e dirigentes de organizações sociais”.

Fonte: Gazeta Brasil

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading