23 de abril de 2024 05:40
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, expressou veemente repúdio às declarações do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, que comparou as ações de Israel na Faixa de Gaza ao Holocausto.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, expressou veemente repúdio às declarações do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, que comparou as ações de Israel na Faixa de Gaza ao Holocausto. Netanyahu afirmou que Lula desonrou a memória dos seis milhões de judeus assassinados pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Em suas declarações, Netanyahu acusou Lula de “demonizar o Estado judeu como o antissemita mais virulento” e destacou que o presidente brasileiro deveria ter vergonha de si mesmo. A comparação feita por Lula gerou intensa reação não apenas em Israel, mas também internacionalmente, levando a críticas por banalizar e distorcer eventos históricos sensíveis.

A polêmica ocorreu durante uma coletiva de imprensa de Lula na Etiópia, onde ele declarou: “O que está acontecendo na Faixa de Gaza com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu. Quando Hitler resolveu matar os judeus”.

Fonte: Metrópoles.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading