23 de abril de 2024 05:30
O resultado primário nas contas públicas em 2024 são piores que em 2023. Mesmo com aumento dos impostos, o governo Lula apresentou o pior resultado na história de fevereiro.

O resultado primário nas contas públicas em 2024 são piores que em 2023. Mesmo com aumento dos impostos, o governo Lula apresentou o pior resultado na história de fevereiro.

As contas públicas do governo petista liderado pelo presidente, proclamado eleito pelo TSE nas eleições de 2022, Luiz Inácio Lula da Silva fecharam o mês de fevereiro deste ano com um déficit alarmante de R$ 58,4 bilhões, marcando o maior déficit já registrado na história do Tesouro Nacional do mês. Os números foram divulgados pelo Ministério da Fazenda na última terça-feira (26/03).

Os dados revelam um cenário desafiador, onde tanto a Previdência Social, quanto o Tesouro Nacional apresentaram resultados deficitários, com valores de R$ 21 bilhões e R$ 19,6 bilhões, respectivamente.

Em contrapartida, janeiro de 2024 havia registrado um superávit de R$ 79,3 bilhões para o governo federal. Contudo, a situação se deteriorou rapidamente no mês de fevereiro, culminando em um déficit histórico de R$ 58,4 bilhões.

Este desempenho negativo ocorreu mesmo diante do aumento nas arrecadações resultantes do aumento dos impostos no Brasil, onde estrangula o setor produtivo e enterra a livre iniciativa dos brasileiros.

Comparativamente, os resultados primários das contas públicas neste início de 2024 demonstram uma deterioração em relação ao ano anterior (2023). No primeiro bimestre de 2023, o governo alcançou um superávit de R$ 38,2 bilhões, enquanto que no mesmo período de 2024, esse valor caiu para R$ 20,9 bilhões.

A área econômica do governo Lula deu a desculpa que o desembolso de R$ 30 bilhões em precatórios contribuiu significativamente para o déficit registrado em fevereiro, mas não tocaram no assunto do descontrole dos gastos públicos.

Em resposta aos desafios econômicos, o governo Lula anunciou sua determinação em reverter o cenário deficitário das contas públicas em 2024. No entanto, o resultado primário acumulado nos últimos 12 meses permanece negativo, totalizando já um déficit de R$ 252,9 bilhões, o que equivale a 2,26% do Produto Interno Bruto (PIB).

Fonte: Revista Exílio.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading