15 de abril de 2024 22:38
O Pix em si é uma ferramenta de transação financeira segura, no entanto, as precauções devem ser maximizadas para evitar cair em golpes como esse.

Com o avanço cada vez mais veloz da tecnologia, inclusive na área bancária, os golpistas encontram formas inovadoras e criativas para aplicar suas fraudes. Uma dessas novas maneiras de lesar as pessoas é por meio do golpe via Pix Agendado, funcionalidade inserida no sistema de pagamento instantâneo brasileiro, que visa facilitar as transações entre usuários e instituições financeiras.

Como funciona o golpe do Pix Agendado?

Esse golpe inicia quando um suposto desconhecido realiza um PIX Agendado para a vítima e em seguida entra em contato alegando ter feito a transação por engano, usando argumentos emocionais e fazendo um apelo urgente pela devolução do valor. Apesar do pedido parecer legítimo e a vítima se sentir compelida a devolver o dinheiro, a verdade é que o golpe está em curso.

A cilada está na maneira como funciona o sistema do Pix Agendado. O fraudador agenda um Pix, mas o dinheiro não chega de imediato na conta da vítima. Quando essa realiza a “devolução”, o golpista cancela a transferência agendada e fica com o valor devolvido.

O Pix em si é uma ferramenta de transação financeira segura, no entanto, as precauções devem ser maximizadas para evitar cair em golpes como esse. Abaixo, listamos algumas recomendações preventivas para garantir a segurança das transações online:

  • Duvidar de solicitações de devolução de dinheiro de transações desconhecidas;
  • Conferir todas as notificações de pagamentos antes de realizar qualquer devolução;
  • Em caso de suspeita de golpes ou fraudes, procurar o auxílio imediato da instituição bancária responsável pela sua conta ou da fintech de confiança.

É importante lembrar que uma vez que o Pix for enviado, não é possível cancelá-lo, então é fundamental ter cautela ao realizar qualquer transação.

Recomendações das instituições financeiras

Grandes instituições financeiras, incluindo o Nubank, enfatizam a importância da conscientização e do uso seguro de tecnologias de transação financeira digital, como o Pix. Abaixo, listamos algumas dicas para usá-lo com segurança:

  • Não compartilhar detalhes de sua conta bancária com terceiros.
  • Antes de fazer uma devolução, confirmar se a transferência realmente foi efetuada.
  • Garantir que os sites e aplicativos de transações financeiras sejam seguros.
  • Nunca compartilhar senhas ou códigos de verificação.

A segurança online é de responsabilidade de todos: tanto dos usuários quanto das instituições bancárias. Cada um deve contribuir para a criação e manutenção de um ambiente digital seguro e transparente.

Conclusão

A tecnologia está em constante avanço e, infelizmente, os métodos de golpes e fraudes acompanham essa evolução. Por isso, é primordial estar sempre atualizado e ciente das melhores práticas de segurança online para proteger suas transações e informações financeiras. E lembre-se: quando algo parecer duvidoso, é sempre melhor prevenir do que remediar.

Fonte: Terra Brasil Notícias.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading