15 de abril de 2024 21:42
A brasileira Rafaela Triestman, 20 anos, sobrevivente do ataque terrorista do Hamas no sul de Israel no dia 7 de outubro de 2023, gravou um vídeo para mostrar sua indignação com a fala do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que comparou a guerra em Gaza com o Holocausto judeu.

Grave: “eles queimaram meus amigos vivos”, o vídeo foi gravado ao lado do chanceler israelense Israel Katz

A brasileira Rafaela Triestman, 20 anos, sobrevivente do ataque terrorista do Hamas no sul de Israel no dia 7 de outubro de 2023, gravou um vídeo para mostrar sua indignação com a fala do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que comparou a guerra em Gaza com o Holocausto judeu.

Rafaela é neta de judeus poloneses que sobreviveram ao Holocausto e se mudaram para o Brasil buscando um país seguro. Ela mora em Israel há três anos e estava no festival de música que foi atacado pelos terroristas naquela noite.

A jovem namorava o brasileiro Ranani Glazer, de 24 anos, que foi morto pelos soldados do Hamas, e contou com detalhes todo o horror que ela viveu no dia do ataque, incluindo ter que ficar cinco horas debaixo de corpos de jovens que também estavam na festa e foram executados com crueldade pelos terroristas.

Sobre Lula, Rafaela diz estar triste com a declaração, pois Israel oferece muita ajuda para os palestinos e oportunidades para que os árabes possam conviver em paz.

– Me entristece muito saber que o país onde eu nasci, o país que eu chamo de casa está nesta situação. Onde o governo compara as atitudes de Israel com o Holocausto – disse.

No vídeo, a jovem também reclama que o governo brasileiro não deu nenhuma assistência para as famílias dos cidadãos brasileiros que foram mortos pelo Hamas, enquanto Israel tem pagado medicação e tratamento psicológico aos sobreviventes.

VEJA VÍDEO:

Fonte: Pleno News

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading