14 de abril de 2024 14:41
O ônibus que levava a delegação do Fortaleza foi atacado por torcedores do Sport após o jogo entre as equipes, em Recife, na madrugada desta quinta-feira (22).

O ônibus que levava a delegação do Fortaleza foi atacado por torcedores do Sport após o jogo entre as equipes, em Recife, na madrugada desta quinta-feira (22). Após o empate em 1 a 1, a delegação leonina deixava a Arena Pernambuco no momento do ataque.

Torcedores do time pernambucano arremessaram bombas, rojões e pedras contra o veículo, quebrando janelas e atingindo jogadores. Seis atletas ficaram feridos e foram encaminhados ao Real Hospital Português, em Recife, onde foram atendidos. Após atendimento e cuidados médicos, os atletas foram liberados às 5h30.

O goleiro João Ricardo, os zagueiros Titi e Brítez, lateral-esquerdo Gonzalo Escobar, o lateral-direito Dudu e o volante Lucas Sasha estão entre os feridos. O Fortaleza divulgou nota oficial informando que todos estão bem e conscientes.

VEJA VÍDEO DO ÔNIBUS DO FORTALEZA APÓS O ATAQUE

Fortaleza detalha situação de jogadores levados ao hospital após atentado

O Fortaleza soltou nota oficial sobre o ocorrido após o empate com o Sport. No caminho de volta para o hotel, o ônibus foi apedrejado e seis jogadores precisaram ser levados ao hospital.

O clube detalhou que seis jogadores foram atingidos: o goleiro João Ricardo foi ferido com um corte no supercílio e o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar sofreu uma pancada na cabeça, um corte na boca e um outro corte no supercílio. O lateral-direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, e o volante Lucas Sasha foram feridos com estilhaços de vidro e tiveram que conter sangramentos.

João Ricardo e Gonzalo Escobar passaram por suturas, procedimento de recebimento de pontos cirúrgicos. O lateral-esquerdo também irá realizar exames de tomografia na cabeça, mas está bem e consciente, segundo a nota do Fortaleza. Os demais atletas passarão por cuidados médicos para a retirada de estilhaços de vidro pelo corpo.

Veja a íntegra da nota

“O ônibus da delegação do Fortaleza, que embarcava atletas, comissão técnica, staff e diretoria, foi atacado por bombas e pedras por torcedores do Sport na saída da Arena de Pernambuco após o jogo pela Copa do Nordeste.

Após o ocorrido, a delegação foi levada rapidamente e diretamente ao hospital mais próximo de Recife.

Seis jogadores foram atingidos: o goleiro João Ricardo foi ferido com um corte no supercílio e o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar sofreu uma pancada na cabeça, um corte na boca e um outro corte no supercílio. O lateral-direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, e o volante Lucas Sasha foram feridos com estilhaços de vidro e tiverem que conter sangramentos.

João Ricardo e Gonzalo Escobar passaram por suturas, procedimento de recebimento de pontos cirúrgicos. O lateral-esquerdo também irá realizar exames de tomografia na cabeça, mas está bem e consciente. Os demais atletas passarão por cuidados médicos para a retirada de estilhaços de vidro pelo corpo.

Seguimos no aguardo de novas atualizações e, neste momento, estamos dando às devidas assistências aos componentes de toda delegação.”

Fonte: De Olho no Lance

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading