23 de abril de 2024 04:43
Kasparov, que reside exilado nos Estados Unidos há mais de uma década, tem sido um dos críticos mais contundentes do regime russo nas redes sócias e veículos de mídia espalhados pelo mundo.

Kasparov, que reside exilado nos Estados Unidos há mais de uma década, tem sido um dos críticos mais contundentes do regime russo nas redes sócias e veículos de mídia espalhados pelo mundo.

O regime russo incluiu o ex-campeão mundial de xadrez, Garry Kasparov, na lista de extremistas e terroristas, conforme revelado nesta quarta-feira pelo site da Rosfinmonitoring, o órgão supervisor financeiro da Rússia.

Em dezembro do ano passado, Boris Akunin, um dos escritores contemporâneos mais renomados do país e crítico ferrenho de Putin e a invasão russa à Ucrânia, foi incluído na mesma lista negra de Putin.

Kasparov, que reside exilado nos Estados Unidos há mais de uma década, tem sido um dos críticos mais contundentes do regime russo nas redes sócias e veículos de mídia.

Recentemente, após a notícia da morte de Alexei Navalny na prisão, o principal opositor russo, Kasparov não hesitou em apontar Vladimir Putin, como responsável direto e mandante do assassinato.

“Putin é o assassino de Navalny”, declarou Kasparov em suas redes sociais.

A inclusão de Kasparov na lista de extremistas e terroristas no sistema de segurança russo, é vista como mais um episódio nas tensões que o regime russo enfrenta, tanto dentro quanto fora do país.

Kasparov, renomado não apenas por suas habilidades no xadrez, mas também por seu ativismo político conta Putin, tem sido alvo frequente das autoridades russas devido as suas críticas abertas ao regime de Putin.

Fonte: Revista Exílio.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading