14 de abril de 2024 14:06
Esse público envolve mães, madrastas, avós, tias, todas lideranças familiares responsáveis pelos dependentes de suas respectivas famílias. Agora, são presenteadas com uma oportunidade de autodesenvolvimento.

Segundo orientação do poder público, o CadÚnico (Cadastro Único de Programas do Governo) é voltado para as mulheres acima de 16 anos.

Esse público envolve mães, madrastas, avós, tias, todas lideranças familiares responsáveis pelos dependentes de suas respectivas famílias. Agora, são presenteadas com uma oportunidade de autodesenvolvimento.

A maioria dessas mulheres busca no CadÚnico acesso a benefícios sociais e financeiros. Porém, algumas acabam sendo agraciadas de forma diferente, através de uma iniciativa governamental chamada “Programa Mulheres Mil”. Esta proposta tem como objetivo proporcionar a capacitação profissional para chefes de família de baixa renda, que não dispõem de oportunidades para se qualificar.

O que é o Programa Mulheres Mil?

O Programa Mulheres Mil tem desempenhado um papel crucial na promoção da inclusão educacional e social de mulheres em situação de vulnerabilidade. Ao oferecer oportunidades de capacitação profissional para chefes de família de baixa renda, o programa visa não apenas aprimorar as habilidades dessas mulheres, mas também proporcionar-lhes meios para alcançarem uma maior autonomia financeira. Por meio de parcerias com institutos federais e outras entidades educacionais, o programa oferece cursos profissionalizantes e técnicos adaptados às necessidades dessas mulheres, permitindo-lhes adquirir habilidades relevantes para o mercado de trabalho. O resultado é uma transformação não apenas individual, mas também comunitária, à medida que essas mulheres se tornam agentes de mudança em suas famílias e comunidades, rompendo o ciclo de pobreza e vulnerabilidade.

Qual é o objetivo do Programa Mulheres Mil?

O Programa Mulheres Mil busca criar um conjunto de políticas voltadas para a inclusão educacional e social de mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade. Para serem elegíveis, é necessário que estejam inscritas no CadÚnico.

O programa, em parceria com institutos federais, oferece vagas em cursos profissionalizantes e técnicos e também de aperfeiçoamento. O perfil prioritário dessas vagas são:

  1. Mulheres a partir dos 16 anos;
  2. Situação de vulnerabilidade social e econômica em contextos de pobreza e extrema pobreza;
  3. Baixo grau de escolaridade;
  4. Mulheres que são as principais responsáveis pelos cuidados familiares;
  5. Vítimas de violência doméstica.

Quem tem direito ao Programa Mulheres Mil?

Além de estar inscrita no CadÚnico, as mulheres que têm interesse em fazer um curso de capacitação, precisam buscar informações nas instituições que oferecem essas vagas. O Ministério da Educação recomenda que as inscrições devem ser realizadas em:

  • Institutos Federais;
  • Escolas Técnicas de Universidades Federais;
  • Secretaria de Educação do Estado.

Fonte: Terra Brasil Noticias.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading