14 de abril de 2024 13:31
O Palmeiras conheceu nesta segunda-feira (18) os adversários que terá pela frente na fase de grupos da CONMEBOL Libertadores 2024, a ser disputada entre os dias 2 de abril e 30 de maio.

O Palmeiras conheceu nesta segunda-feira (18) os adversários que terá pela frente na fase de grupos da CONMEBOL Libertadores 2024, a ser disputada entre os dias 2 de abril e 30 de maio. O atual bicampeão brasileiro está no grupo F, ao lado de Independiente Del Valle-EQU, San Lorenzo-ARG e Liverpool-URU. Os dois primeiros colocados avançam às oitavas-de-final.

Atual vice-campeão equatoriano, o Independiente Del Valle-EQU passou em primeiro do grupo do Corinthians na Libertadores 2023. Perdeu os dois jogos que já fez contra o Palmeiras na história da competição, ambos pela fase de grupos de 2021. O San Lorenzo-ARG, por sua vez, foi o segundo melhor colocado na temporada argentina em 2023 e volta a disputar o torneio que conquistou em 2014. Enfrentou o Verdão duas vezes em Libertadores, ganhou uma e perdeu outra. Já o Liverpool-URU, campeão uruguaio em 2023, ficou em quarto no grupo do Corinthians no ano passado e jamais encarou o Palmeiras no campeonato continental.

Esta será a 24ª participação alviverde na principal competição da América do Sul (um recorde entre os clubes brasileiros), sendo a nona consecutiva (também recorde). Em 2023, quando chegou às semifinais pelo quarto ano seguido (igualando o recorde do Santos de Pelé), o Palmeiras passou a ser também o brasileiro com mais oitavas de final (16, ao lado do Grêmio), mais oitavas seguidas (7, ao lado do São Paulo de 2004 a 2010), mais quartas de finais (12, ao lado do Grêmio), mais quartas seguidas (6, um recorde continental ao lado do Boca Juniors-ARG de 2000 a 2005) e mais semifinais (11).

Ainda no ano passado, ao passar pelo Atlético-MG nas oitavas de final, o Verdão se tornou o primeiro time na história da competição a eliminar um mesmo adversário em três edições seguidas (despachou o Galo também na semifinal de 2021 e nas quartas de 2022). Além disso, ao final do torneio, igualou o Estudiantes-ARG (1969 a 1971) e o Atlético-MG (2021 a 2022) como os únicos clubes com cinco jogos consecutivos sem sofrer gols fora de casa, sendo o primeiro a fazê-lo em uma única edição.

Nas últimas seis edições, o Maior Campeão do Brasil registrou a melhor campanha geral da fase de grupos cinco vezes (recorde continental), sendo três consecutivas em 2018, 2019 e 2020 (outro recorde) e estabelecendo o melhor desempenho da história da competição em 2022, quando obteve seis vitórias em seis jogos, com 22 gols de saldo. No ano passado, foram, cinco vitórias e um empate, com dez gols de saldo.

De 2018 a 2023, o Palmeiras entrou em campo 36 vezes pela fase de grupos e conquistou 31 vitórias, com dois empates e apenas três derrotas – um impressionante aproveitamento de 88% –, além de 105 gols marcados e 25 gols sofridos. No geral, nas últimas 50 partidas de Libertadores, o Verdão venceu 34, empatou 12 e perdeu apenas quatro, com 121 gols marcados e 31 sofridos. Vale destacar ainda que o os comandados de Abel Ferreira estão invictos há 16 jogos como mandante, sendo dez vitórias e seis empates – o último revés foi para o Defensa y Justicia-ARG, em 2021, no Allianz Parque.

O Palmeiras estreará em 2024 ostentando a segunda melhor média de gols da história da competição (1,92 gol por partida, colado no Flamengo, com 1,93), e a primeira como visitante (1,58, seguido pelo Santos, com 1,56). Em vitórias, tem o terceiro melhor índice no geral (56,4%, próximo de Flamengo, com 57,0%, e Cruzeiro, com 57,2%) e como visitante (44,8%, atrás só de Fluminense, com 45,0%, e Argentinos Juniors-ARG, com 50,0%).

RETROSPECTO GERAL DO PALMEIRAS NA LIBERTADORES: 234 jogos, 132 vitórias, 46 empates, 56 derrotas, 451 gols marcados e 233 gols sofridos

– Retrospecto como mandante: 115 jogos, 78 vitórias, 23 empates, 14 derrotas, 264 gols marcados e 89 gols sofridos

– Retrospecto como visitante: 116 jogos, 52 vitórias, 23 empates, 41 derrotas, 184 gols marcados e 141 gols sofridos

– Retrospecto em campo neutro: 3 jogos, 2 vitórias, 1 derrota, 3 gols marcados e 2 gols sofridos

Títulos: 3 (1999, 2020 e 2021)

Vice-campeonatos: 3 (1961, 1968 e 2000)

Primeiro jogo: 04/05/1961 – Independiente-ARG 0x2 Palmeiras (gols de Gildo e Zequinha) – Estádio Presidente Perón (Avellaneda-ARG)

Último jogo: 05/10/2023 – Palmeiras 1×1 Boca Juniors-ARG (gol de Piquerez) – Allianz Parque (São Paulo-SP)

Maior goleada como mandante: 12/04/2022 – Palmeiras 8×1 Independiente Petrolero-BOL (gols de Zé Rafael, Rafael Navarro, quatro vezes, Rony e Raphael Veiga, duas vezes) – Allianz Parque (São Paulo-SP)

Maior goleada como visitante: 03/05/2022 – Independiente Petrolero-BOL 0x5 Palmeiras (gols de Raphael Veiga, três vezes, Rafael Navarro e Murilo) – Olimpico Patria (Sucre-BOL)

Jogador com mais jogos: Weverton (64, seguido por Gustavo Gómez, com 61, Dudu, com 59, e Marcos, com 57)

Jogador com mais gols: Rony (21, seguido por Raphael Veiga, com 17)

– Artilheiros: Tupãzinho (11 gols em 1968), Lopes (9 gols em 2001), Marcinho e Washington (5 gols cada em 2006) e Borja (9 gols em 2018).

RECORDES CONTINENTAIS

Maior série invicta: 18 jogos (entre 2021 e 2022), ao lado do Atlético-MG (2019 a 2022)

– Maior série invicta como mandante: 34 jogos (entre 1979 e 2005)

– Maior série invicta como visitante: 20 jogos (entre 2019 e 2022)

– Maior série invicta fora de casa: 22 jogos (entre 2019 e 2022), somando vitórias nas finais de 2020 e 2021 em campo neutro

Maior série de vitórias: 9 (entre 2021 e 2022), ao lado do Flamengo (2022)

– Maior série de vitórias como visitante: 5 (em 2018 e entre 2020 e 2021, ao lado do Flamengo (2021 a 2022)

– Maior série de vitórias como visitante em uma edição: 5 (em 2018)

Maior série sem sofrer gols fora de casa: 5 jogos (2023), ao lado de Estudiantes-ARG (1969 a 1971) e Atlético-MG (2021 a 2022)

– Maior série sem sofrer gols fora de casa em uma mesma edição: 5 jogos (2023)

– Maior número de gols marcados em um único tempo de jogo: 7 (no 8 a 1 contra o Independiente Petrolero-BOL em 2022), ao lado de Santos (9 a 1 contra o Cerro Porteño-PAR em 1962), Peñarol-URU (9 a 0 contra o The Strongest-BOL em 1971) e River Plate-ARG (8 a 0 contra o Binacional-PER, em 2020).

Melhor campanha da fase de grupos: 6 vitórias em 6 jogos com 22 gols de saldo (2022)

– Melhor ataque da fase de grupos: 25 gols (2022)

– Maior diferença para o segundo colocado na fase de grupos: 10 pontos (2022)

– Mais vezes melhor campanha da fase de grupos neste século : 5 (2018, 2019, 2020, 2022 e 2023)

– Mais vezes seguidas melhor campanha da fase de grupos: 3 (2018, 2019, 2020)

Mais quartas de finais seguidas: 6 (entre 2018 e 2023), ao lado do Boca Juniors-ARG (2000 a 2005)

Mais classificações seguidas sobre um mesmo adversário: 3, contra o Atlético-MG (semifinal em 2021, quartas de final em 2022 e oitavas de final em 2023)

RECORDES BRASILEIROS

Mais títulos: 3 (1999, 2020 e 2021), ao lado de Flamengo, Grêmio, São Paulo e Santos

– Mais títulos seguidos: 2 (2020 e 2021), ao lado de Santos (1962 e 1963) e São Paulo (1992 e 1993)

Mais finais: 6 (1961, 1968, 1999, 2000, 2020 e 2021), ao lado do São Paulo

Mais semifinais: 11 (1961, 1968, 1971, 1999, 2000, 2001, 2018, 2020, 2021, 2022 e 2023)

– Mais semifinais seguidas: 4 (entre 2020 e 2023), ao lado do Santos (1962 a 1965).

Mais quartas de finais: 12 (1961, 1995, 1999, 2000, 2001, 2009, 2018, 2019, 2020, 2021, 2022 e 2023), ao lado do Grêmio.

– Mais quartas de finais seguidas: 6 (entre 2018 e 2023)

Mais oitavas de finais: 16 (1994, 1995, 1999, 2000, 2001, 2005, 2006, 2009, 2013, 2017, 2018, 2019, 2020, 2021, 2022 e 2023), ao lado Grêmio.

– Mais oitavas de finais seguidas: 7 (entre 2017 e 2023), ao lado do São Paulo (2004 a 2010).

Mais participações: 24 (1961, 1968, 1971, 1973, 1974, 1979, 1994, 1995, 1999, 2000, 2001, 2005, 2006, 2009, 2013, 2016, 2017, 2018, 2019, 2020, 2021, 2022, 2023 e 2024)

– Mais participações consecutivas: 9 (entre 2016 a 2024)

– Mais jogos: 234

– Mais jogos como mandante: 115

– Mais jogos como visitante: 116

Mais vitórias: 132

– Mais vitórias como mandante: 78

– Mais vitórias como visitante: 52

– Mais vitórias fora do Brasil: 47

– Único a vencer em seis países em uma mesma edição: 2018 (Brasil, Colômbia, Argentina, Peru, Paraguai e Chile)

Mais gols: 451

– Mais gols como mandante: 264

– Mais gols como visitante: 184

– Mais gols fora do Brasil: 155

Primeiro paulista a eliminar os três rivais do estado: Corinthians (quartas de 1999 e semifinal de 2000), Santos (final de 2020) e São Paulo (quartas de 2021).

Fonte: S E Palmeiras.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading