16 de junho de 2024 03:43
O Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, responsável pela Defesa Civil Nacional, deixou de repassar cerca de um terço das verbas prometidas aos municípios do Rio Grande do Sul

O Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, responsável pela Defesa Civil Nacional, deixou de repassar cerca de um terço das verbas prometidas aos municípios do Rio Grande do Sul desde o ciclone extratropical que devastou parte do estado em setembro do ano passado. Esses municípios, muitos dos quais enfrentando novas tragédias devido às recentes chuvas, receberam apenas aproximadamente R$ 325 milhões dos R$ 500 milhões prometidos para ações emergenciais, representando 65% do compromisso anunciado publicamente.

Segundo um levantamento feito pelo ministério a pedido da CNN, a falta de repasse total se deve à ausência de projetos por parte das prefeituras. Embora a União destine o dinheiro, sua liberação está condicionada à apresentação de justificativas e documentos que detalhem seu uso.

“Atualmente, o governo do estado foi o maior beneficiário dos recursos, recebendo R$ 82 milhões, que foram direcionados principalmente para ações emergenciais, como compra de água, alimentos, colchões e desobstrução de vias”, afirmou o ministério em nota. Entre os municípios, Arroio do Meio lidera os repasses federais, com R$ 34,7 milhões, seguido por Sarandi, com R$ 32,8 milhões, e Muçum, com R$ 23,2 milhões.

Lajeado, uma das áreas mais afetadas pelas chuvas recentes, recebeu R$ 2,4 milhões do governo federal nos últimos oito meses para ações emergenciais em Defesa Civil. Os recursos foram destinados à limpeza de áreas urbanas, compra de suprimentos básicos e reforma de infraestrutura municipal. Embora não esteja atualmente na lista de municípios com estado de emergência reconhecido pelo governo federal, o prefeito Marcelo Caumo afirmou que o pedido já foi feito e aguarda publicação oficial, após o que novos projetos serão apresentados.

Fonte: Terra Brasil Noticias.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading