16 de junho de 2024 02:34
Segundo informações da CNN, o ministro do STF Alexandre de Moraes mandou soltar, o tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro.

Segundo informações da CNN, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes mandou soltar, nesta sexta-feira (3), o tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro.

Ao G1, o advogado de Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), está na expectativa de que o militar seja solto da prisão na tarde desta sexta-feira, dia 3 de maio de 2024, um ano após sua primeira prisão. A informação foi confirmada pelo defensor do militar, Cezar Bittencourt.

“Saiu a liberação do Cid. Ele sairá [da prisão] ao final da tarde”, confirmou o defensor ao blog de Andréia Sadi/G1.

Mauro Cid foi preso em 22 de março durante um depoimento à Polícia Federal (PF) após o vazamento de áudios nos quais ele criticou a corporação e o Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, ele foi ouvido por cerca de 30 minutos por um juiz auxiliar do ministro Alexandre de Moraes e desmaiou quando soube que seria preso novamente.

A ordem de prisão foi emitida porque o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro quebrou o sigilo da delação com a PF, homologada por Moraes, e falou sobre as investigações. Nos áudios, Cid alegou a um interlocutor não identificado que o STF e a PF já têm a narrativa pronta sobre as investigações, incluindo a venda de joias recebidas de outros países e a suposta tentativa de golpe de Estado para impedir a posse do presidente Lula.

Anteriormente, Mauro Cid passou quatro meses preso em um batalhão em 2023, quando estava sendo investigado na operação relacionada à falsificação de cartões de vacinação de Jair Bolsonaro, seus parentes e assessores.

Nesta semana, a alta cúpula militar não promoveu Mauro Cid a coronel. Em teoria, tornar-se coronel ainda era uma possibilidade mesmo estando preso, uma vez que Cid ainda não foi condenado. No entanto, caso ele seja condenado a mais de 2 anos com pena restritiva de liberdade, deixará de ser militar, e seu salário será repassado à esposa, conforme ocorre quando um militar falece.

Fonte: Terra Brasil Notícias.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading