23 de maio de 2024 12:23
Às 15h, no estádio Décio Vitta, em Americana, Rio Branco e Francana se enfrentam no jogo de ida da final da competição.

O pontapé inicial em busca do título do Campeonato Paulista da Série A4 será dado neste sábado. Às 15h, no estádio Décio Vitta, em Americana, Rio Branco e Francana se enfrentam no jogo de ida da final da competição. Após conquistar o acesso à Série A3, o Tigre vai em busca do seu primeiro título em 12 anos.

Para ser campeão, o Rio Branco precisa reverter a vantagem do empate no placar agregado que a Francana tem, por conta da melhor campanha até aqui na disputa estadual.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o presidente do clube, Claudio Bonaldo, destacou a felicidade pelo acesso, mas lembrando que o Tigre também quer ser campeão.

“Nosso primeiro objetivo era realmente o acesso, você não consegue o título antes do acesso. Eles têm um leve favoritismo nisso (vantagem do empate), mas nós já conseguimos reverter duas situações desconfortáveis para a gente e é isso que nós vamos buscar, precisamos de uma vitória e um empate, aí nós vamos coroar esse acesso com o título lá em Franca, se Deus quiser”, comentou.

Ao longo de sua trajetória até a final, o Tigre se classificou com a sexta melhor campanha da primeira fase. Posteriormente, deixou para trás Taquaritinga e XV de Jaú nas quartas e semifinais, respectivamente, vencendo por 3 a 1 e 4 a 1 na soma dos placares.

Em todo o mata-mata, a equipe de Americana teve a desvantagem de decidir fora e de não poder empatar no placar agregado, por ter pior campanha. Na final não será diferente, já que o Rio Branco tem 33 pontos e a Francana tem 34. Assim, mais uma vez terá de vencer na soma dos placares para ser campeão.

Para o primeiro jogo, o técnico Raphael Pereira tem dúvidas. Braian e Ricardo, que foram titulares, sentiram desconfortos após o duelo contra o XV de Jaú e serão avaliados antes do jogo, assim como Guilherme Gusso e Gustavo Oliveira, que estão fora há algumas rodadas.

Caso a dupla não possa jogar, Luís Caçu e Bernardo são as principais opções. No ataque, a dúvida fica sobre quem será o parceiro de Raphael Lopes – Luan Carioca e Vagninho brigam pela vaga. Assim, um possível Rio Branco vai a campo com Eder; Braian (Caçu), Gustavo Brandão, Ricardo (Bernardo), Paim e Guilherme Aguiar; Grigor, David Lazari e Gui Marques (Kayllan); Raphael Lopes e Vagninho (Luan Carioca).

A Francana, por sua vez, é dona da melhor campanha geral da Série A4. Após se classificar em primeiro lugar, com campanha de 66% de aproveitamento na primeira fase, incluindo uma vitória por 3 a 0 contra o Rio Branco, a equipe não venceu mais.

Tanto nas quartas de final, contra o União Barbarense, quanto na semifinal, contra o Ska Brasil, o time de Franca empatou os dois jogos em 0 a 0. No entanto, se classificou justamente por ter o benefício da melhor campanha como desempate.
HISTÓRIA

A última vez que a torcida riobranquense soltou o grito de campeão foi em 2012, quando o clube conquistou a Série A3. Esse é o único título do Rio Branco desde a volta ao futebol profissional, em 1979. Anteriormente, o time venceu o Campeonato Paulista do Interior em 1922 e 1923 (títulos que recentemente foram reconhecidos como Série A2).

Fonte: Liberal.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading