21 de maio de 2024 20:26

“tão absurdo quanto o caso da baleia”