15 de junho de 2024 22:41

SÃO PAULO(SP).13.11.2019:CULTURA - REVELANDO SP . ,DURANTE O REVELANDO SP,NO PARQUE DA ÁGUA BRANCA ZONA OESTE DA CAPITAL PAULISTA.

Maior programa de divulgação e fortalecimento de culturas regionais paulistas acontece entre 16 e 19 de novembro no Parque da Água Branca

Maior programa de divulgação e fortalecimento de culturas regionais paulistas acontece entre 16 e 19 de novembro no Parque da Água Branca

O Ministério da Cultura e o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, apresenta a edição da capital do Revelando SP, maior programa de divulgação e fortalecimento de culturas tradicionais paulistas, com gestão e produção da Associação Paulista Amigos da Arte, apoio do Parque da Água Branca, da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo e da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo, e apoio institucional do Sebrae. O festival acontece entre 16 e 19 de novembro (quinta a domingo) no Parque da Água Branca, das 10h às 22h.

Após o sucesso da edição de São José dos Campos, realizada no último mês, o Revelando SP na capital recebe 162 participantes, sendo 66 de artesanato, 49 de culinária e 50 de manifestações artísticas, com uma amostra do melhor da produção cultural das tradições paulistas. Esses participantes representam 102 municípios do estado, dando uma dimensão da diversidade e riqueza cultural da região.

Entre as peças artesanais que serão comercializadas, Cordeirópolis participa com arte em cerâmica, Monte Alegre do Sul com cerâmicas artesanais, Pedra Bela traz tecelagem com lã de carneiro e fio de algodão e Várzea Paulista comercializa esculturas em pedra e madeira.

Entre os quitutes, a cidade de Amparo traz cachaça, licores e outros produtos rurais, Atibaia comercializa doces, Bragança Paulista traz a linguiça bragantina com polenta crocante, Indaiatuba vem com compotas de laranja-cavalo, Itapira com os vinhos Canivezi, Jarinu prepara frango frito com polenta e macarronada, Joanópolis traz a comida do lobisomem, Monte Alegre do Sul vende cachaças do Circuito das Águas Paulista, Monte Mor traz o tradicional cuscuz montemorense e Pedra Bela vem com canjiquinha e virado de banana.

As manifestações artísticas estão representadas pela Congada Rosa e a Congada Vermelha, ambas de Atibaia; Folia de Reis, Samba de Bumbo Campineiro, Tiririca (capoeira paulista) e Batuque dos Engraxates serão trazidos pela cidade de Campinas, enquanto Indaiatuba traz Folia de Reis, Itatiba a Orquestra de Violas, Pedra Bela Paco & Thiago e Piracaia vem com a Catira Serra Azul de Piracaia e o Grupo Folclórico Paulista Caiapós de Piracaia. Santa Bárbara d’Oeste traz a Orquestra Barbarense de Violas, enquanto Santa Cruz das Palmeiras vem com a Folia de Reis de Santa Cruz das Palmeiras e Bonecões. Finalizando, Várzea Paulista apresenta a Companhia de Santos Reis Luz Divina.

Na culinária, o festival oferece uma infinidade de quitutes, com muitos preparos à base de milho, banana e amendoim, compotas, doces cristalizados, bolinhos, pastéis, queijos, o famoso buraco-quente e a curiosa farofa de formiga içá. Entre as opções de pratos também não falta variedade: linguiça, galinhada, feijão tropeiro, arroz vermelho com suã e a mítica comida do lobisomem.

O artesanato conta com esculturas em pedra, madeira, barro, argila e cerâmica, arte sacra, produtos feitos com cascas de frutas e de ovos, tapetes, bolsas de couro, entalhes, bordados, tecelagem, artes variadas em fibras, cipós, papel, palha de milho e ferro, entre muitos outros. Estarão ainda representadas no Revelando SP artes das etnias indígenas Tupi, Guarani, Pataxó e Pankararu, além de produções de comunidades quilombolas.

As expressões artísticas, por sua vez, se farão presentes por meio de congada, catira, folia de reis, jongo, fandango, cururu, moçambique, dança cigana, samba de bumbo, coral indígena, violeiros, música caipira, bonecões e muito mais.

“Minha recomendação a quem for ao Revelando SP é que não apenas provem os pratos típicos, confiram o artesanato e assistam às manifestações artísticas. É fundamental conversar com os expositores e artistas que participam do evento para conhecer a fundo a riqueza das nossas tradições e da nossa história. Eles dão uma verdadeira aula”, diz Glaucio Franca, diretor geral da Associação Paulista dos Amigos da Arte.

Fonte: Imprensa APAA

About Author

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading