18 de maio de 2024 03:16
O gabinete do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, informou que o Mossad, o serviço secreto do país, ajudou as autoridades brasileiras na operação da PF que prendeu dois brasileiros suspeitos de integrarem o grupo de terroristas Hezbollah.

O gabinete do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, informou que o Mossad, o serviço secreto do país, ajudou as autoridades brasileiras na operação da PF que prendeu dois brasileiros suspeitos de integrarem o grupo de terroristas Hezbollah.

O gabinete de Netanyahu, informou em nota que com a ajuda do Mossad e outros aliados internacionais, o plano foi frustrado pela PF. Ainda de acordo com o governo israelense, o alvo da ação é uma rede que opera não só no Brasil, mas em outros países.

“O Mossad agradece às autoridades brasileiras por seu papel na prisão da célula terrorista operando sob ordens do Hezbollah, que pretendia lançar um ataque contra alvos da comunidade judaica no Brasil”, diz a nota.

Ainda de acordo com as autoridades israelenses, o Hezbollah e o Irã usam o conflito na Faixa de Gaza para orquestrar ataques contra alvos israelenses e ocidentais. “O Mossad continuará operando para prevenir esses ataques onde e quando for necessário”, conclui o texto.

Fonte: Diário do Poder

About Author

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading