21 de maio de 2024 07:30

Secretário estadual da Justiça e Cidadania, Fábio Prieto, participará da cerimônia multicultural em Ubatuba

O Governo do estado de São Paulo dará posse ao coordenador de Políticas para Povos Indígenas (CPPI), Cristiano Kiririndju, no próximo dia 11 de novembro (sábado), na Aldeia Renascer, em Ubatuba. Durante a cerimônia haverá apresentação de dança e rituais ancestrais com a presença de centenas de indígenas das cinco etnias espalhadas em 37 territórios do estado.

A CPPI está sob a responsabilidade da Secretaria da Justiça e Cidadania (SJC) de São Paulo. A criação da CPPI, por meio do decreto 67.859/2023, do governador do Tarcísio de Freitas, atende a uma demanda do Conselho Estadual dos Povos Indígenas de São Paulo (CEPISP), e objetiva aprofundar as ações e ampliar a participação social das etnias localizadas no território paulista.

Formado em pedagogia pela Universidade de São Paulo (USP), coordenador pedagógico da Secretaria de Estado da Educação, o Cacique Cristiano Kiririndju amplia a articulação pela SJC, junto a todos os outros órgãos do governo estadual, para responder aos anseios e necessidades dos povos indígenas paulistas.

Cacique Cristiano Kiririndju, da Aldeia Renascer

Encravada no litoral norte de São Paulo, dentro do Núcleo Picinguaba, em Ubatuba (um dos dez mais importantes do Parque Estadual da Serra do Mar), a Aldeia Renascer, tupi-guarani, é símbolo da luta dos povos indígenas por seus direitos e autonomia, e berço do Cacique Cristiano.

Hoje com 23 famílias, 105 pessoas e 63 crianças vivendo da agricultura familiar e do cultivo do palmito pupunha, além da pesca no açude local, a Renascer é uma das comunidades indígenas mais organizadas de São Paulo, entre as dezenas de etnias presentes no estado, coabitado por Tupis-Guaranis, Guaranis, Terena, Kaingang e Krenak, dentre outras.

A Aldeia possui uma escola indígena multilíngue, uma casa de reza e várias residências tradicionais para as famílias. Recentemente, por iniciativa do CEPISP, a Fundação Florestal de São Paulo autorizou o credenciamento dos membros da aldeia para atuarem como “guardiões da Mata Atlântica”, com treinamento e apoio de drones e câmeras modernas.

A Aldeia Renascer conseguiu recursos, por meio de emenda parlamentar, para a construção de um Centro Cultural e de Convenções Indígenas em seu território, com direito a alojamento especial para turistas e estudantes.

Fonte: Assessoria de imprensa da Secretaria da Justiça e Cidadania

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading