14 de abril de 2024 14:52
Após muita especulação sobre o futuro dos gadgets alimentados por IA, uma empresa chamada Humane lançou um deles: o Ai Pin.

Após muita especulação sobre o futuro dos gadgets alimentados por IA, uma empresa chamada Humane lançou um deles: o Ai Pin.

O dispositivo atende por comando de voz e pode se dividir em dois: um quadrado e uma bateria que se prende magneticamente às roupas e outras superfícies. Saiba mais sobre a novidade.

Como é o vestível alimentado por IA?

O AI Pin possui um processador Snapdragon (embora o modelo exato ainda não tenha sido revelado).
Diferente de um celular comum, ele é controlado com uma combinação de controle de voz, câmera, gestos e um pequeno projetor embutido.
O Pin em si pesa cerca de 34 gramas, já a bateria adiciona outros 20 gramas.
A câmera embutida tira fotos de 13 megapixels e também captura vídeo.
O usuário pode ativá-lo manualmente tocando ou arrastando no seu touchpad.

A principal função do Pin é conectar-se a modelos de IA por meio de um software que a empresa chama de AI Mic. O comunicado de imprensa da Humane menciona compatibilidade com modelos da Microsoft e OpenAI (ChatGPT).

Rumores anteriores sugeriram que o Pin era alimentado principalmente por GPT-4. O aparelho roda um sistema operacional chamado Cosmos e atende os comandos do usuário sem precisar baixar e instalar aplicativos.

Sendo assim, como visto nas imagens, ele não tem uma tela inicial nem muitas configurações para ajustar. A ideia é que você possa simplesmente falar ou tocar no Pin, dizer o que deseja fazer ou saber, e isso acontecerá automaticamente.

O que o Pin pode fazer

O gadget envia mensagens e faz chamadas de voz.
Pode resumir sua caixa de entrada de e-mail.
Obter informações nutricionais quando o usuário aponta algum alimento para a câmera.
Tradução e buscas em tempo real.

A empresa deve adicionar recursos de navegação e compras, e planeja dar aos desenvolvedores maneiras de criar suas próprias ferramentas.

No fim, a Humane espera que o seu dispositivo evolua da mesma forma que o smartphone, melhorando a experiência do usuário ao longo do tempo.

Quando chega e quanto custa?

Créditos: Olhar Digital.

A novidade foi apresentada nesta quinta-feira (9) e custará US$ 699 no varejo americano (pouco mais de R$ 3,4 mil na cotação atual).

Além do preço, há também uma taxa mensal de assinatura de US$ 24 que oferece um número de telefone e cobertura de dados através da rede da operadora T-Mobile.

A empresa disse ao Wired que o dispositivo começará a ser comercializado no início de 2024. A pré-venda deve começar já na próxima quinta-feira, 16 de novembro.

FONTE: terrabrasilnoticias.com

About Author

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading