23 de abril de 2024 04:11

Frente fria avançou pelo Sudeste no sábado (23) gerando mudanças bruscas no tempo e queda acentuada da temperatura.

O avanço de uma frente fria pelo centro-sul do país vai gerar mudanças bruscas no tempo. A previsão é de chuvas intensas e queda acentuada das temperaturas, sendo o primeiro friozinho do outono.

O avanço de uma frente fria pelo centro-sul do país vai gerar mudanças bruscas no tempo. A previsão é de chuvas intensas e queda acentuada das temperaturas, sendo o primeiro friozinho do outono.

A frente fria já chegou ao Sul do Brasil nesta quinta-feira (21) e gerou mudanças bruscas no tempo sobre boa parte do Rio Grande do Sul até o início da tarde de hoje, quando em 12 horas foram registrados pelo INMET volumes entre 40 e 50 milímetros em algumas cidades como Santiago , São Borja , São Vicente do Sul e Dom Pedrito .

A chuva chegou acompanhada por ventos de moderada a forte intensidade , e boa parte do estado gaúcho já foi atingida entre a madrugada, a manhã e o início da tarde de hoje, o que mostra uma condição de frente de rajada , que são ventos fortes que antecedem a chegada do sistema frontal em si.

Estações do INMET registraram rajadas de vento de 142 km/h no Rio Grande do Sul . A intensidade dos ventos equivale à força de um furacão, o que gerou muitos estragos. Cerca de 1 milhão de gaúchos ficaram sem luz.

Essa frente fria vai seguir seu caminho nas próximas horas, avançando mais pela região Sul do Brasil, o que mantém o Rio Grande do Sul e coloca também os estados de Santa Catarina e Paraná em alerta máximo devido ao alto volume de ocorrências e risco de tempestades severos com ventos, raios e granizo .

Eventos extremos e frios no Sul

A frente fria já chegou gerando um aumento de nebulosidade, provocando chuvas fortes e volumosas e também rajadas de vento de forte intensidade , o que resultou em transtornos e estragos por onde já passou.

Causa temporal de série de danos no RS | Foto: Ivan de Andrade/Prefeitura de Imbé/Divulgação/CP

Por enquanto, o sistema ficou restrito ao estado gaúcho, mas vai avançar de maneira rápida pela região Sul com expectativa de que chegue ao Sudeste ainda na noite de hoje e madrugada de sexta-feira (22) .

Temperatura mínima prevista para a manhã de sábado (23) na serra catarinense.

Conforme a frente fria para avançar pelo centro-sul do país, o tempo vai sendo alterado de maneira brusca , onde condições características de verão como pancadas rápidas e muito calor darão espaço ao clima do outono que começou recentemente . Ou seja, o friozinho deve chegar! A previsão é de queda acentuada da temperatura no Sul, mas será que isso vai durar muito tempo?

Na região Sul, após a chuvarada de hoje, o destaque será uma nova mudança no tempo a partir desta sexta-feira com a chegada de uma massa de ar seco e frio que já tende a se espalhar por todo o Rio Grande do Sul.

A semana vai terminar com redução da chuva e da nebulosidade e com o aumento do frio após uma queda acentuada das temperaturas. Na campanha gaúcha, o mínimo pode ficar abaixo dos 10°C, mas sem nenhum potencial para atrasos .

Depois, essa massa de ar frio tende a se espalhar por boa parte da região Sul, o que vai gerar uma trégua do calor também em outros estados. Os pontos mais altos da serra catarinense podem amanhecer no sábado com tarifas em torno de 7°C.

Alerta de chuvas muito volumosas e fim do calor no Sudeste

As chuvas intensas atingirão o Sudeste a partir de amanhã e todo o final da semana serão marcadas por maior presença de nebulosidade, chuvas a qualquer momento do dia e uma queda acentuada das temperaturas . Conforme a frente fria, as mudanças serão registradas e os transtornos também.

O volume de chuva continua excepcional em partes do Sudeste como no litoral de São Paulo e principalmente no Rio de Janeiro , onde ainda são volumes esperados em cerca de 500 milímetros , o que gera um alto risco para estragos e desastres. Áreas de maior risco são as encostas devido ao excesso de umidade e possibilidade de erosão.

Além da chuva que pode ser persistente, volumosa e forte, ao longo do final de semana, o primeiro do outono, o destaque será a sensação de frio que chega para substituir o calorão, pelo menos por enquanto . A queda de temperatura tende a ser expressiva, mas não rigorosa, ou seja, apesar do início do outono e do fim da intensa onda de calor, as temperaturas tendem a subir de novo logo em seguida.

Em São Paulo, por exemplo, a temperatura máxima chegou a quase 32°C segundo o INMET na tarde de hoje , e amanhã a previsão é de uma temperatura máxima de apenas 23°C. No sábado o friozinho aumenta com máxima de apenas 20°C na capital paulista , mas a partir de domingo, a temperatura voltará a subir de maneira gradual chegando aos 24°C.

Fonte: Tempo.com

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading