15 de abril de 2024 23:09
Lulinha foi alvo de investigações da Lava Jato devido por recebimentos de vultosos repasses da Oi para sua empresa Gamecorp, entre 2004 e 2016, durante os governos petistas de seu pai e Dilma.

Lulinha foi alvo de investigações da Lava Jato devido por recebimentos de vultosos repasses da Oi para sua empresa Gamecorp, entre 2004 e 2016, durante os governos petistas de seu pai e Dilma.

Na mais recente determinação da Justiça Federal, proferida nesta última terça-feira (26/03), o juiz Diego Câmara, da 17ª Vara do Distrito Federal, ordenou a suspensão de seis processos envolvendo Fábio Luís Lula da Silva, conhecido como Lulinha, filho mais velho de Lula (PT). Os processos em questão estavam relacionados à Operação Lava Jato.

A decisão judicial acolheu os argumentos apresentados pela defesa de Lulinha, que contestou o uso de evidências pela Receita Federal anteriormente anuladas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Lulinha foi alvo de investigações no âmbito da Lava Jato devido aos supostos recebimentos de vultosos repasses da Oi para sua empresa Gamecorp, durante o período entre 2004 e 2016, durante os governos petista de Lula (seu pai) e Dilma.

Entretanto, o caso foi transferido para São Paulo e arquivado a pedido do Ministério Público Federal (MPF) após o STF declarar o ex-juiz e atual senador Sergio Moro (União Brasil-PR) suspeito nos processos relacionados a Lula.

Moro foi responsável por autorizar as quebras de sigilo durante as investigações envolvendo Lulinha.
Em nota, o advogado Otto Medeiros, representante legal de Lulinha, declarou que “além de demonstrar que ele não cometeu qualquer delito (pressuposto do procedimento tributário), as peças informativas utilizadas pela Receita foram anuladas”.

A defesa argumenta que o crédito tributário exigido não possui embasamento jurídico nem legitimidade, especialmente após a anulação das investigações pelo STF.

Com essa decisão, Lulinha não será cobrado por eventuais débitos com a União relacionados aos processos suspensos e terá seu nome retirado de listas de inadimplentes, incluindo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa.

Retorno aos Negócios

Após a resolução dos processos, o filho de Lula (PT) tem demonstrado interesse em retornar ao mundo dos negócios.

Lulinha está em busca de um CEO no mercado e pretende reingressar no setor de jogos eletrônicos, segmento que fazia parte da programação da PlayTV, conforme reportado pelo Metrópoles.

Lulinha Ganha Ação por Danos Morais

Na semana corrente, a Justiça de São Paulo condenou o lobista Alexandre Paes dos Santos a pagar uma indenização de R$ 25 mil por danos morais. Em 2006, durante uma entrevista concedida à Revista Veja, Santos referiu-se a Lulinha como “idiota”.

A condenação foi estabelecida apesar do termo não ter sido publicado, constando apenas na gravação em posse do jornalista.

Fonte: Revista Exilio.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading