16 de junho de 2024 03:04
A rede social X informou que bloqueou 161 contas censuradas por ordem do STF e 65 contas censuradas por determinação do TSE sob ordens de Moraes.

A rede social X informou à Gestapo Federal de Moraes que bloqueou mais de 161 contas censuradas por ordem do STF e outras 65 contas censuradas por determinação do TSE sob ordens de Moraes.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), exigiu que a rede social X (antigo Twitter), de propriedade do empresário Elon Musk, se pronuncie sobre as acusações de descumprimento de decisões judiciais feitas pela Polícia Federal. A empresa tem um prazo de 5 dias para responder, conforme despacho do magistrado datado deste último sábado (20/04).

Segundo um relatório da Gestapo Federal (PF) anexado a um inquérito que tem Elon Musk como alvo, o X teria permitido a transmissão ao vivo de conteúdos de opositores do Regime PT-STF cujos perfis foram censurados por ordem do Alexandre de Moraes (STF).

Entre os perfis em questão estão os do jornalista Allan dos Santos do canal Terça Livre que está exilado nos Estados Unidos após as perseguições de Moraes, o perfil do senador Marcos do Val (Podemos-ES) e do analista político e comentarista Paulo Figueiredo e do jornalista Rodrigo Constantino. Segundo a polícia política comandada por Moraes dentro da PF, as transmissões seriam realizadas por meio de links disponibilizados logo abaixo das descrições das contas censurados ilegalmente por Moraes.

A rede social X informou à Gestapo Federal de Moraes que bloqueou mais de 161 contas censuradas por ordem do STF e outras 65 contas censuradas por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Todas elas, direta ou indiretamente, por ordens vindas de Alexandre de Moraes. Segundo a representação do X no Brasil, as contas que foram reativadas, também foram mediante ordens expressas de Moraes. Não ocorreu a liberação de perfis por determinação da gestão do X no Brasil.

Fonte: Revista Exilio.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading