23 de maio de 2024 11:53
O lago Guaíba chegou a atingir 5,31 metros neste domingo, níveis recordes em Porto Alegre. A marca anterior era de 4,76 metros, ocorrida em 1941.

O lago Guaíba chegou a atingir 5,31 metros neste domingo (05/05), níveis recordes na história de Porto Alegre. A marca anterior era de 4,76 metros, ocorrida em 1941.

Pelo quinto dia seguido, após fortes chuvas, cidades do Rio Grande do Sul continuam isoladas nesta segunda-feira (06/05). A região onde está localizada Lajeado é uma das mais afetadas pelas tempestades que atingem o estado desde a semana passada. Além de Lajeado, municípios como Muçum, Cruzeiro do Sul e Arroio do Meio seguem na mesma situação.

As fortes tempestades registradas inviabilizaram rodovias e trechos que conectam as cidades. Um dos principais exemplos é o da BR-386, ponte que liga Lajeado a outras cidades, como Estrela e possibilita a conexão com a capital gaúcha, Porto Alegre.

A via foi tomada pela cheia do rio Taquari e o acesso ainda é restrito. Neste domingo (05/05), a passagem de pedestres foi liberada, com um intervalo de 2 horas entre cada grupo. Para veículos, a previsão é de que seja permitida a passagem apenas para aqueles que transportem itens considerados essenciais.

Além da ponte da BR-386, rodovias locais que estabelecem a conexão entre os municípios, como é o caso da ERS 130, permanecem com o quadro de bloqueio total. De acordo com o governo do estado, 41 rodovias federais estão com bloqueios totais.

A falta de comunicação e restrições de acesso também afetam a capital Porto Alegre. No caso das operações aéreas, as principais companhias que operam no Brasil suspenderam seus voos para a cidade até sexta-feira (10/05) e o aeroporto Salgado Filho teve suas atividades suspensas por tempo indeterminado.

Já a rodoviária de Porto Alegre também interrompeu o funcionamento após ficar alagada pela cheia do Guaíba, que inundou o centro histórico da capital. Após o lago atingir um nível inédito, no ápice da maior enchente já registrada em Porto Alegre, jet skis e barcos estão sendo usados para resgates de pessoas ilhadas.

Guaíba chega aos 5,30 metros

O lago Guaíba chegou a atingir 5,31 metros neste domingo (05/05), níveis recordes na história de Porto Alegre. A marca anterior era de 4,76 metros, ocorrida em 1941. A prefeitura emitiu alerta para inundações catastróficas na capital.

Segundo a prefeitura, são 60 vias totalmente bloqueadas em Porto Alegre, e 13 com bloqueios parciais. Diversas placas de carros que se perderam com os alagamentos foram recolhidas.

Resgates como prioridade

A principal preocupação das equipes de socorro é aproveitar a trégua nas chuvas para resgatar vítimas que ficaram isoladas por conta dos alagamentos que atingiram 341 municípios de um total de 497 no Rio Grande do Sul. O número de mortes no estado chegou a 78. Pelo menos 105 pessoas ainda estão desaparecidas.

O volume das águas diminuiu na maior parte das cidades do interior. Em Lajeado, foi possível observar os estragos provocados pela cheia do Taquari, que praticamente consumiu a rodovia Governador Leonel de Moura Brizola (Br-386), que liga Lajeado ao município de Estrela.

O Comando Militar do Sul (CMS) informou que a previsão meteorológica é de uma janela de bom tempo em maior parte do Estado entre ontem, domingo (05/05) e amanhã, terça-feira (07/05).

Um bebê e uma mulher grávida de gêmeos foram resgatados de helicóptero por militares da Marinha na manhã na noite de ontem e passam bem.

Segundo militares em entrevista coletiva em Porto Alegre, deve haver chuvas nesta segunda (06/05) apenas no extremo sul do Rio Grande do Sul.

Os alertas permanecem

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, ontem (05/05), um alerta de perigo potencial para tempestade no extremo sul do Rio Grande do Sul, em uma região que engloba cidades como Pelotas, Rio Grande, Bagé e Uruguaiana.

O Inmet prevê chuvas de 20 a 30 mm/h na região, com o total de água acumulado em 24 horas podendo chegar a 50 mm. Ventos entre 40 e 60 km/h e quedas de granizo também devem ocorrer na área.

Fonte: Revista Exílio.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading