23 de abril de 2024 04:12
Mesmo após a audiência ser barrada, parlamentares brasileiros mantiveram a viagem e participarão das reuniões com autoridades norte-americanas, além de coletiva com a imprensa.

Mesmo após a audiência ser barrada, parlamentares brasileiros mantiveram a viagem e participarão das reuniões com autoridades norte-americanas, além de coletiva com a imprensa.

Gazeta do Povo – Dezenove parlamentares brasileiros viajaram a Washington neste domingo (10) para participar de uma comitiva organizada pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e pelo jornalista Paulo Figueiredo com o objetivo de denunciar ao governo e à imprensa dos Estados Unidos a escalada do autoritarismo judicial no Brasil.

A comitiva terá reuniões com cinco congressistas americanos do Partido Republicano, entre eles Christopher Smith e María Elvira Salazar. Além disso, os parlamentares irão a uma coletiva de imprensa organizada por Smith com depoimentos de Gustavo Gayer, Eduardo Bolsonaro e Paulo Figueiredo.

Os eventos tratarão de temas como a crise de liberdade de imprensa e de expressão no Brasil e o desrespeito ao devido processo legal, abordando as prisões do 8 de janeiro e a censura e perseguição a jornalistas.

A viagem foi mantida mesmo depois que uma audiência marcada para a terça-feira (12) na Comissão de Direitos Humanos Tom Lantos foi barrada unilateralmente por Jim McGovern, deputado esquerdista do Partido Democrata. A comissão bipartidária é copresidida por McGovern e por Christopher Smith, que havia feito o convite oficial aos parlamentares brasileiros. A audiência estava programada com o título “Brasil: Uma Crise de Democracia, Liberdade e Estado de Direito?”, e havia consenso para a sua realização até a quinta-feira (7), quando McGovern decidiu barrá-la.

McGovern tem um histórico de leniência com regimes autoritários latino-americanos. Em 2021, por exemplo, ele escreveu uma carta ao presidente Joe Biden pedindo que o governo americano suspendesse todas as sanções impostas contra a ditadura venezuelana pelo presidente anterior, Donald Trump.

Mesmo após a audiência ser barrada, parlamentares brasileiros mantiveram a viagem e participarão das reuniões com autoridades norte-americanas, além de coletiva com a imprensa. Na manhã deste domingo, a deputada Bia Kicis (PL-DF) postou um vídeo do avião a caminho dos EUA.

“Estou dentro do avião rumo a Washington, onde, junto com uma grande delegação, com vários parlamentares – Eduardo Bolsonaro, Gustavo Gayer, Paulo Bilinsky, Coronel Crisóstomo, André Fernandes, Marcel van Hattem e muitos outros, junto com jornalistas como Paulo Figueiredo e muitas pessoas, inclusive exilados do Brasil –, estaremos para denunciar as perseguições políticas que estão ocorrendo no Brasil, com jornalistas, parlamentares, os presos políticos, o caso do presidente Bolsonaro, também – são tantos casos –, e nós estaremos lá denunciando para falar à imprensa americana também”, afirmou.

Fonte: Revista Exílio – Terça Livre.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading