14 de abril de 2024 13:45
Vice-presidente nacional do PT, o dep. Washington Quaquá, saiu em defesa de Domingos Brazão, conhecido apoiador do PT e preso no dia hoje (24/03) suspeito de mandar matar Marielle Franco.

Vice-presidente nacional do PT, o dep. Washington Quaquá, saiu em defesa de Domingos Brazão, conhecido apoiador do PT e preso no dia hoje (24/03) suspeito de mandar matar Marielle Franco.

Vice-presidente nacional do PT, o dep. Washington Quaquá, saiu em defesa de Domingos Brazão, conhecido apoiador do PT e preso no dia hoje suspeito de mandar matar Marielle Franco. Quaquá (PT) questiona delação de Ronnie Lessa e aponta para possível encobrimento de verdadeiros mandantes na morte da vereadora do PSOL, Marielle Franco.

Em entrevista à rede de notícias CNN, Quaquá expressou sua incredulidade em relação às alegações feitas por Ronnie Lessa em sua delação. “Eu conheço o Brazão e sou amigo dele! Não só não acredito que ele fizesse uma brutalidade dessas, como o conheço na política e isso é coisa de gente sem capacidade política”, declarou o parlamentar do PT.

Além de questionar a participação de Brazão no crime, Quaquá sugeriu uma ligação do assassino confesso com o “movimento bolsonarista”. Ronnie Lessa, ex-policial militar acusado do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, teria implicado Domingos Brazão como um dos mandantes do atentado ocorrido em março de 2018.

“Podem muito bem estar tentando encobrir os verdadeiros mandantes”, alertou Quaquá, levantando suspeitas sobre possíveis manobras para ocultar os responsáveis pelo crime.

Fonte: Revista Exilio.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading