16 de junho de 2024 01:44
Claudia Sheinbaum, ex-prefeita da Cidade do México, foi a escolhida como candidata do partido governista Morena e teve vitória conturbada no México.

Claudia Sheinbaum, ex-prefeita da Cidade do México, foi a escolhida como candidata do partido governista Morena e teve vitória conturbada no México.

Formada em física pela UNAM, uma das universidades mais prestigiadas do México, a socialista Claudia Sheinbaum possui pós-graduação em engenharia ambiental e pós-doutorado pela Universidade da Califórnia em Berkeley. Ela participou do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática da ONU, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2007.

As eleições foram marcadas por denúncias de ambos os lado, mas a denúncia principal foi a impossibilidade de candidatos de oposição contra os socialistas Obrador [atual presidente] e Claudia Sheinbaum serem barrados em áreas controladas por alguns dos principais cartéis de drogas do México, permitindo apenas a campanha de Shinbaum atuar nas áreas controladas pelos criminosos.

Sua trajetória política

Ativa politicamente nos movimentos de esquerda desde os tempos de estudante, Sheinbaum organizou uma greve contra o aumento de mensalidades em 1987. Seus pais, socialistas, participaram das manifestações de 1968 no México.

Claudia Sheinbaum começou sua atuação partidária na política mexicana como secretária de Meio Ambiente da Cidade do México durante a gestão de Andrés Manuel López Obrador como prefeito. Após comandar um distrito da cidade, tornou-se prefeita da capital. Em 2017, enfrentou as consequências de um desmoronamento de um colégio durante um terremoto, que resultou na morte de 26 pessoas, incluindo 19 crianças. Como prefeita de 2018 a 2023, lidou com a pandemia de Covid-19 e a queda de uma linha do metrô, firmando um acordo com a empresa de Carlos Slim para indenizar as vítimas.

Apoio de López Obrador

O apoio do atual presidente do México, o socialista López Obrador, o apio foi crucial para a vitória de Sheinbaum, como destaca Jimena Ortiz, da consultoria Inteligencia Más. “Essa grande intenção de votos é uma consequência do endosso do presidente a ela”, afirmou Ortiz. As propostas de Sheinbaum refletem os desejos do atual presidente, incluindo uma reforma no sistema judiciário, que propõe a eleição direta para cargos como ministros da Suprema Corte e juízes. Para aprovar esta proposta, será necessário que o Morena [seu partido político] e seus aliados obtenham dois terços dos assentos na Câmara dos Deputados e no Senado.

Apelido “Dama de Gelo”

Durante a disputa com Xóchitl Gálvez, Sheinbaum evitou olhar ou chamar sua oponente pelo nome nos debates. Gálvez a criticou por sua falta de carisma, chamando-a de “dama de gelo”.

Fonte: Revista Exilio.

About Author

Queremos ouvir você, deixe seu comentário, será um prazer respondê-lo.

Descubra mais sobre

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading